O ex-oficial previu o surto de Ebola nos EUA duas semanas antes do caso de Dallas

O ex-oficial da CIA, Robert David Steele, advertiu que um ataque de falsa bandeira encenado de Ebola estava para acontecer duas semanas antes do primeiro caso ser confirmado nos Estados Unidos

Cresce Rapidamente o Uso dos Dispositivos RFID em Todo o Mundo

As vítimas desse processo simplesmente não sabem que estão sendo condicionadas e, quando chegam ao estado mental desejado, não sabem que foram iludidas

Como o Ebola Pode Transformar Irreversivelmente os EUA - O uso dos Campos da FEMA

Diante de um surto de Ebola, o governo deveria estar implantando o exército em todos os pontos de entrada nas fronteiras e nos aeroportos

As Nações Unidas Expõem provas que estamos sendo envenenados por Chemtrails

Até agora todo mundo tem testemunhado estrias brancas à direita no céu, que se estende de horizonte a horizonte, em última análise, transformando o céu em uma nuvem escura

Funcionários de L.A. Enviam sem tetos para campos de concentração para Implantação de CHIPS RFID

Uma fonte anônima alegando trabalhar dentro Los Angeles departamento de serviços de saúde recentemente deixou cair uma bomba que poderia definir um novo precedente perigoso na forma como o governo lida com aqueles que encontrar para ser um fardo ou uma ameaça para uma sociedade estável

quarta-feira, 29 de outubro de 2014

Amanda Bynes acusa Seu Pai de Abuso, fala de Microchip no Cérebro e é Internada em psiquiatria

Amanda Bynes fora de LAX na sexta feira, 10 de outubro.

Amanda Bynes postou uma série de tweets sobre seu pai ter abusando sexualmente dela e um microchip dentro de seu cérebro. Ela foi, então, levada para um hospital em Los Angeles por Sam Lutfi - ex-manipulador de Britney Spears, que estava ao seu redor quando ela teve seu colapso infame.

 Amanda Bynes Sob Custódia Psiquiátrica Amanda Bynes segue os Passos de Britney Spears e é colocada Sob Tutela, em que descrevemos como Amanda é um exemplo óbvio de controle mental monarca devido a suas origens na indústria e a seu comportamento típico de uma vítima MK. Nesta semana, ela voltou a fazer notícia novamente ao postar uma série de tweets sobre seu pai ter abusado dela quando criança e sobre a existência de um microchip em seu cérebro. Depois, ela foi levada a um hospital em Los Angeles por Sam Lufti, o ex-assessor e manipulador de Britney Spears, que esteve também por perto durante a famosa "crise mental" da cantora.

Amanda Bynes já vinha mostrando sinais que estava passando por uma "crise mental", mas sabemos que isso não é apenas uma simples crise mental. Nesta última sexta-feira (10), ela usou o Twitter para acusar o pai de abusar dela sexualmente quando criança e, mais tarde, desmentiu tudo, falando que ela teria escrito tudo isso devido a um microchip em seu cérebro. As coisas que Amanda Bynes tuitou (abuso sexual pelo pai/manipulador e lavagem cerebral) descrevem perfeitamente a condição de uma vítima monarca. Muitas delas tiveram uma infância de abuso sexual doméstico. O abuso sexual na infância torna a pessoa mais propícia a se dissociar, condição indispensável na programação MK-Ultra. Os tweets foram mais tarde deletados, mas estiveram no ar o tempo suficiente para que inúmeras fontes pudessem capturá-los.


"Meu pai abusou de mim física e moralmente quando criança. Preciso contar a verdade sobre o meu pai. Ele me xingou e depois perguntou se eu queria fazer sexo com ele. Fui forçada a viver com ele, o que foi um pesadelo total. Meu pai se exibiu para mim diversas vezes e tentei pegar no telefone para gravá-lo muitas vezes dizendo ou fazendo coisas impróprias e assim colocá-lo na cadeia para o resto da sua vida de pervertido".


Após falar sobre o abuso sexual de seu pai, Amanda desmentiu dizendo que foi um microchip implantado em seu cérebro que teria feito ela dizer tais coisas.


"Meu pai nunca fez nenhuma daquelas coisas. O microchip no meu cérebro me fez dizer tudo aquilo, mas ele foi quem ordenou que eles inserissem o chip em mim".


O mais intrigante na história toda é que poucas horas após os estranhos e reveladores tweets, Sam Lufti, o antigo manipulador e assessor de Britney Spears, pegou Amanda em Nova York e a levou para Los Angelespara ser internada em uma clínica (porém, ela não sabia que seria internada). Por que sempre Los Angeles? Por que Sam Lufti está sempre por perto dessas celebridades MK? Talvez porque ele seja mesmo um manipulador MK e Loas Angeles seja onde as verdadeiras "clínicas MK-Ultra" estão instaladas, e também onde Amanda será provavelmente reprogramada. Estamos assistindo a mais uma triste história de uma vítima de controle mental se repetindo.
http://vigilantcitizen.com/latestnews/amanda-bynes-tweets-fathers-abuse-microchip-brain-now-involontary-psychiatric-hold/

Sumiço das abelhas também no Brasil

Sumiço de abelhas derruba exportações de mel do Brasil
abelhas
O Brasil caiu da 5ª para a 10ª colocação mundial em exportação de mel nos últimos dois anos. O motivo foi o abandono das colmeias na região produtora mais importante do país, o Nordeste. Em 2012, alguns estados registraram queda de 90% na produção e o abandono de colmeias chegou a 60%. 
Edição e imagens:  Thoth3126@gmail.com
O desaparecimento das abelhas derruba exportações de mel do Brasil 
O Brasil perdeu cinco posições no ranking mundial dos maiores exportadores de Mel. O abandono das colmeias nos estados da região nordeste chegou a 60%. A taxa de desaparecimento de abelhas chegou a 90% em outros estados brasileiros.
abelhas-02
Seca no Nordeste diminuiu exportação brasileira de mel em 25%, de acordo com Etene
O Brasil caiu da 5ª para a 10ª colocação mundial em exportação de mel nos últimos dois anos. O motivo foi o abandono das colmeias na região produtora mais importante do país, o Nordeste. Em 2012, alguns estados registraram queda de 90% na produção e o abandono de colmeias chegou a 60%.
“A queda no Nordeste reflete diretamente nas exportações nacionais de mel. A região é uma das maiores produtoras e exportadoras do país” explica Maria de Fátima Vidal, coordenadora de estudos e pesquisas do Etene (Escritório Técnico de Estudos Econômicos do Nordeste).
Cerca de 46 mil pequenos apicultores em nove estados nordestinos vivem da atividade e, juntos, respondem por 40% da produção de mel no país – em épocas com índice normal de chuva. Por trás do sumiço das abelhas está a seca que atinge a região nordeste há pelo menos 24 meses.
Além das alterações climáticas, bactérias e uso de agrotóxicos são citados como causas da mortalidade das abelhas no Brasil. Mas a falta de documentação sobre o desaparecimento de enxames dificulta o trabalho de controle e monitoramento da situação.
O Banco do Nordeste prevê que o problema não deve melhorar até 2015. Neste ano, as perspectivas de pouca chuva estão se confirmando e, para o próximo, mesmo que haja precipitação normal, a recuperação das colmeias deve ser lenta.
mel-nordeste
Mel, um dos alimentos mais saudáveis a disposição do ser humano
 “Isso ocorre porque o período de chuvas no Nordeste é curto sendo que, quando ocorrem as floradas, os novos enxames primeiro puxam cera e fortalecem as famílias e, somente depois, no final do período chuvoso, é que começam a produzir mel”, afirma Vidal, em artigo assinado pela Etene, órgão do Banco do Nordeste.
Santa Catarina bate recorde depois de perda histórica
Os produtores de Santa Catarina também sofreram com o desaparecimento dos insetos. Em 2011, pior ano, segundo a Empresa de Pesquisa Agropecuária e Extensão Rural de Santa Catarina (Epagri), o estado produziu cerca de 4 mil toneladas, enquanto a média anual é de 6 mil. “Muitas famílias deixaram a apicultura”, lembra Walter Miguel, engenheiro gerente do Centro de Desenvolvimento Apícola da Epagri.
Cerca de 30 mil famílias atuam na atividade no estado do Sul e são responsáveis por cerca de 300 mil colméias. Em 2011, o desaparecimento de abelhas chegou a quase 100% em algumas regiões. A floração de culturas como maçã e pêra foi prejudicada por causa da ausência das abelhas. “Estima-se que mais de 10% da produção agropecuária tenha sido comprometida pela falta das polinizadoras”, destaca Miguel. Nessa parte do Brasil, o frio foi um dos principais motivos que ocasionou o sumiço dos insetos.
abelhas-frutas-polinização
A polinização de várias culturas pelas abelhas é responsável pela produção de vários alimentos
Após ações de manejo e orientação dos apicultores, as abelhas retornaram e a produção bateu recorde na última safra: 7 mil toneladas. Além do frio intenso, doenças, manejo inadequado e uso de agrotóxicos contribuíram para a queda da produtividade e sumiço dos insetos. Situação que preocupa pesquisadores, entidades governamentais e apicultores de todo o Brasil.
Síndrome do Colapso das Abelhas
Em países como Estados Unidos, Canadá, Japão, Índia e em nações da União Europeia, o problema é caracterizado como Síndrome do Colapso das Abelhas (CCD, sigla em inglês para Colony Collapse Disorder). Trata-se de um abandono repentino e massivo de colmeias. A situação é grave e, em estados norte-americanos chegou a comprometer a produção agrícola, já que a floração é feita quase que exclusivamente através desse inseto. De acordo com a Confederação Brasileira de Apicultura (CBA), entre 2007 e 2008 aquele país perdeu cerca de 1 milhão de abelhas.
“Hoje, sabe-se que elas desempenham um papel fundamental na agropecuária. Cerca de 80% de tudo o que é consumido no mundo é polinizado pelas abelhas. A ausência delas reflete-se com impacto direto sobre a agricultura”, afirma Walter Miguel, engenheiro agrônomo gerente do Centro de Desenvolvimento Apícola da Epagri.
Márcio Freitas, coordenador geral de avaliação de substâncias tóxicas do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), explica que até o momento há dois casos que se assemelham com CCD no país, em São Paulo e Minas Gerais.
abelha-flor
Ibama investiga ação dos agrotóxicos neonicotinóides e seus efeitos sobre o organismo das abelhas
Agrotóxicos estão entre as causas do sumiço de enxames de abelhas
Segundo o especialista, a falta de dados concretos de todas as regiões brasileiras compromete a análise das causas do desaparecimento das abelhas. “Como em muitas regiões do país, a apicultura não ocorre de forma organizada, por isso, muitos casos de desaparecimento não são documentados. Há cerca de cem casos informados “, comenta Freitas.
Apesar de descartar o CCD, o Ibama indica que os defensivos agrícolas estão entre os três principais causadores do desaparecimento de abelhas no Brasil. Eles matam os insetos imediatamente após a aplicação ou afetam seu sistema sensor, fazendo com que ele não consiga retornar à colmeia, enfraquecendo o enxame.
Desde 2010, a entidade analisa três tipos de neonicotinóides, defensivos agrícolas apontados por estudos internacionais como causadores deste fenômeno. Caso se confirme os efeitos nocivos, medidas mais rigorosas para proteger os insetos devem ser adotadas. A expectativa é que, até 2014, os primeiros resultados conclusivos estejam prontos. Em 2012, uma portaria do Ibama restringiu o uso destas substâncias durante o período de floração.
Em abril de 2013, 15 dos 27 países da União Europeia suspenderam o uso desses defensivos agrícolas. José Cunha, presidente da CBA, garante que existe um esforço conjunto entre os órgãos apícolas e o setor agrícola para mitigar os efeitos dos agrotóxicos sobre os polinizadores. “O Brasil não pode se desenvolver sem o agronegócio e o meio ambiente não vive sem os polinizadores”, analisa, Ele enfatiza que, se forem adotadas medidas de fomento e proteção à atividade, a produção anual pode pular de 50 mil para 200 mil toneladas no país.
http://thoth3126.com.br/sumico-das-abelhas-tambem-no-brasil/

Mudanças Climáticas: Temperaturas extremas pressiona produção de energia

Mudanças Climáticas: Temperaturas extremas pressionam produção energética em todo o mundo

A tendência já verificada por cientistas de que extremos climáticos se tornem cada vez mais comuns no planeta, fazendo com que sejam registradas com frequência temperaturas muito mais altas ou muito mais baixas do que a média, tem pressionado muito a produção de energia no mundo inteiro.

Edição e imagens:  Thoth3126@gmail.com

Mudanças Climáticas: Temperaturas extremas pressionam produção energética no mundo

Um relatório do Painel Intergovernamental de Mudanças Climáticas (IPCC, ligado à ONU) havia indicado, no semestre passado, que as mudanças nos padrões climáticos devem levar não apenas a temperaturas mais altas, como também a mais secas e enchentes. Estudos sugerem também que alterações em ventos de grande altitude, provocados pelas mudanças climáticas, favoreçam ondas de frio extremo.
calor
Em países como Brasil, Argentina, Austrália, Estados Unidos e Canadá, operadoras de energia têm identificado mudanças nos padrões de consumo, com novos picos, em grande parte causadas pela necessidade de resfriar ou aquecer ambientes.
Ainda que não haja dados globais de consumo relacionados à temporada de forte calor e frio, a Agência Internacional de Energia aponta a forte correlação entre as temperaturas externas e o uso energético – e explica que o consumo extra muitas vezes tem anulado “os efeitos de medidas tomadas para melhorar a eficiência energética”.
No caso brasileiro, o verão extremamente quente e seco provocou recordes históricos de demanda de energia em dias de janeiro e fevereiro, segundo dados da ONS (Operadora Nacional do Sistema Elétrico). Nesta quarta-feira, a operadora informou que o consumo de energia em fevereiro subiu 7,8% em relação ao mesmo mês de 2013.
represa do Jaguari,
Seca na represa do Jaguari, que integra o sistema da Cantareira, em São Paulo. Crédito: Vanessa Carvalho/Brazil Photo Press/Estadão
Foram batidos consecutivos recordes de consumo de energia, culminando com o pico histórico de demanda de 85.708 megawatts às 15h41 de 5 de fevereiro. “A causa se deve à continuidade das altas temperaturas e ao índice de desconforto térmico na hora de maior insolação”, constata o boletim da operadora.
Além disso, o calor e a mudança nos padrões de consumo alterou os horários de pico brasileiros – tradicionalmente eram por volta de 18h às 20h, mas passaram a ocorrer entre 14h30 às 15h30, puxados em boa parte pelo uso de ar-condicionado em residências, escritórios e espaços comerciais.
“Um dos principais fatores é que aumentou muito a posse de aparelhos de ar-condicionado, (puxada pelo) aumento de renda e a nova classe média. Além disso,quando faz mais calor, é preciso mais energia para conseguir resfriar o ambiente”, diz à BBC Brasil Mauricio Tolmasquim, presidente da Empresa de Pesquisa Energética, vinculada ao Ministério de Minas de Energia.
“Antigamente, o horário de ponta tinha o chuveiro elétrico como vilão. Agora, o ar-condicionado tem ficado ligado durante boa parte do dia.”
seca-california-2014
Nos EUA o estado da Califórnia registrou a pior seca da sua história.

Estiagem

O problema maior atual, no entanto, não é o aumento consumo de energia no Brasil, opina Nivalde de Castro, coordenador do Grupo de Estudos do Setor de Energia Elétrica (Gesel) da UFRJ.
“O problema é a seca, num período (de verão) em que deveríamos ter tido chuvas”, diz Castro à BBC Brasil, em referência à falta de chuvas no Sudeste brasileiro entre janeiro e fevereiro. “Como nossa matriz energética é 90% de hidrelétricas (ou seja, dependente da água da chuva), estamos perdendo reservatórios com as altas temperaturas e a falta de chuvas.”
Ele cita medições indicando que, nos primeiros 15 dias de fevereiro, choveu apenas um terço da média esperada para essa época do ano. No mês, as chuvas no Sudeste/Centro-Oeste tiveram o segundo pior volume do histórico de dados, desde que passaram a ser registrados
Castro e Tolmasquim explicam que uma mudança importante é que o país não tem mais construído hidrelétricas com reservatórios de água (por motivos ambientais e porque o potencial dessas represas se esgotou). Na ausência de uma reserva, a chuva é ainda mais essencial para manter elevados os índices dos reservatórios das hidrelétricas. E, na ausência de chuvas, o país tem tido que recorrer com mais frequência às usinas térmicas, que são muito mais poluentes.
vorticepolar-eua
Vórtice polar baixou as temperaturas nos EUA e pressionou os preços de combustíveis

Já é um Problema global

Os inconvenientes pelas altas temperaturas se repetiram na Austrália no início do ano, onde a alta demanda por energia elétrica provocou apagões pontuais em algumas regiões; e na Argentina, onde o jornal La Nación informou, em 1º de fevereiro, que o calor também provocou dias de recorde de consumo energético.
Já na América do Norte, o problema recente foi o frio extremo do início do ano, causado pelo fenômeno do vórtice polar (massas de ar do ártico na forma de ciclones) e por persistentes ondas frias.
“As temperaturas ao leste das Montanhas Rochosas estão significativamente mais frias neste inverno em comparação com o ano passado e a média anterior de dez anos, colocando pressão crescente sobre o consumo e sobre o preço de combustível para aquecer ambientes”, diz relatório de fevereiro da Administração de Informações Energéticas dos EUA.
Efeito semelhante foi sentido no leste do Canadá.
Relatório de fevereiro da Organização Meteorológica Internacional, ligada à ONU, lista “uma série de condições climáticas extremas nas primeiras semanas de 2014, dando continuidade a um padrão visto em dezembro de 2013″.
http://thoth3126.com.br/mudancas-climaticas-temperaturas-extremas-pressionam-producao-energetica-no-mundo/

As baleias massacradas em mares sangrentos:Ilhas Faroé - Isso tem de acabar!

O Mundo precisa se mobilizar para impedir a continuidade dessa matança. Sem ofensas, sem vandalismos, mas os habitantes das Ilhas Faroé precisam rever seus conceitos sobre o mundo e seus habitantes, incluindo os não humanos. Faróe é um arquipélago independente que pertence à Dinamarca - localiza-se entre as costas da Islândia e Escócia.

Matança das Baleias na Dinamarca - Ilhas Faroé - Isso tem de acabar!

Conheça o mágico e o macabro das Ilhas Faroé ou Feroé - Veja videos e conheça a história deste terrível e sangrento festival Grindadáp. O mundo precisa se manifestar maciçamente contra a continuidade deste ritualhttp://rt.com/news/200447-whales-bloody-seas-tradition/
As águas na costa das Ilhas Faroé da Dinamarca ficaram vermelha no verão. Os habitantes da ilha estão interessados ​​em preservar a secular prática sangrenta da caça à baleia, que transforma pequenas baías em matadouros, apesar dos esforços de ativistas para detê-los.
"Esta é uma tradição antiga, e como você sabe, há algum conflito neste, porque há pessoas de fora, a partir do continente que não gostam do que estamos fazendo aqui", jornalista local Finnur Koba disse RT.
http://rt.com/news/200447-whales-bloody-seas-tradition/


Sobre uma tradição que, há 1.300 anos, tinha sua razão de ser, perpetuam hoje um festival que, ao lado de tecnologia de ponta, que inclui shows de metal viking (hard rock), o Grindadáp nas Ilhas Faroé (que significa Ilhas das Ovelhas) culmina com uma inacreditável matança de baleias piloto!

Sea Shepherd, Fondation Brigitte Bardot, Greenpeace e muitas outras organizações internacionais já se manifestaram e continuam realizando campanhas para sustar este macabro espetáculo. Até agora, ninguém conseguiu pará-lo. É hora da sociedade mundial se mobilizar, sem espaços ou tréguas, para acabar com esta mortandade sem limites!

Está certo que, no passado, este conjunto de ilhas da Dinamarca tinha muita dificuldade em promover alimentos e que, por isso, pautou na carne das baleias sua principal fonte energético-alimentar. Mas, hoje não!!! A modernidade chegou lá também, com tudo que a tecnologia pode oferecer. PORQUE CONTINUAR matando ritualística e barbaramente centenas de baleias???

A média, por ano, é de MIL BALEIAS! Já houve registro de 4.500 baleias mortas durante o festival horrendo, que começa na primavera! Ano após ano, tudo continua igual! Pessoas vestidas com as roupas tradicionais, videos mostrando uma união e uma fraternidade nas danças, toda a comunidade de mãos dadas. Na manhã seguinte, o mar vermelho, as crianças brincando em meio à matança, os corpos encharcados no sangue, sentadas sobre restos de carne de baleias piloto. Que formação é essa que está sendo dada aos pequenos?

Querendo, assine a petição Care: http://www.thepetitionsite.com/1/Stop-Whale-Massacre-in-Faroe-Islands/

Stop Whale Massacre in Faroe Islands!


Ilhas Faroé - Pai ensina filho como cortar a baleia - Olhem a carinha do menino! Quando crescer, já estará acostumado!!!   Matar por tradição - Foto Andrija Ilic - Reuters

As autoridades locais mentem ao declarar que 'todas as baleias mortas viram alimento' e que todos os habitantes usam muita carne de baleia em seu cardápio diário. É um festival que mata TODAS AS BALEIAS QUE OS BARCOS CONSEGUEM CONDUZIR PARA DENTRO DA ENSEADA. Sem condição de fuga elas são abatidas, criando um literal oceano de sangue! Alguns corpos são retalhados, alguns pedaços de carne retirados. O que fica, depois, na beira da praia, é recolhido em caminhões. A carne exposta, em contato com o metal, fica imprópria ao consumo e é despejada no fundo do mar, onde apodrece. Barcos do Sea Shepherd e Fondation Brigitte Bardot, em ousada investigação, descobrem que, em uma enseada, deterioram centenas de corpos excedentes de baleias, incluindo filhotes.

Com sarcasmo, Kate Sanderson diz que o mundo está desinformado. Ela diz: "Você sabe o que dizemos: salvar as baleias - para o jantar!

Sanderson mudou-se para as Ilhas Faroé da Austrália há quase 25 anos e se casou com um habitante local.Ela é a negociadora-chefe internacional da caça e da pesca. "Duas gerações de media hype e campanhas contra a caça às baleias têm mostrado como as pessoas estão realmente desinformadas." - diz ela. "Os países que continuam a caça às baleias hoje são todos os países que têm uma longa tradição de comer baleia. Nós também." Simples assim.

Aqui o video com a descoberta do 'cemitério' onde as baleias são descartadas: Fondation Brigitte Bardot e Sea Shepherd
http://www.youtube.com/watch?feature=fvwp&NR=1&v=9eMDh2-1Kwg 

A organização Sea Shepherd Conservation Society e da Brigitte Bardot Foundation unem forças para parar a matança de golfinhos nas Ilhas Faroe.
"Há algo de podre no Reino da Dinamarca, são as Ilhas Faroé"


O lado mágico de Faroé


Faroé - Fábrica de Monstros - 1'55'' -
http://www.youtube.com/watch?v=7d9uM0iqgfo&feature=fvwrel

Povo simples e tradicional - video institucional - 20 min
http://www.youtube.com/watch?v=Oou3N5ylvdI&feature=fvw


Transcrevo o artigo publicado por Dora Santoro, em seu blog:
http://dorasantoro.blogspot.com.br/2012/06/ilhas-feroe.html 

No reino da Dinamarca há um arquipélago composto por 18 ilhas maiores e outras menores conhecidas como Ilhas Féroe ou Faroe.
Vamos conhecer aonde moram os duendes?


            Foram o cenário da trilogia " O Senhor dos Anéis" - um cenário mágico e misterioso, será que as ilhas são habitadas por Hobbites, anões e Elfos, os duendes?


            Localizada entre a Islandia e a Noruega, as ilhas são cheias de picos vulcânicos e as ondas do mar batem modifiicando as formações rochosas.

            O nome Féroe significa "Ilha das Ovelhas",  pastores e agricultores são responsáveis pela economia das ilhas em meio a tanta beleza natural.


            As ilhas são montanhosas, rochosas, cujas encostas são muito recortadas formando fiordes lindos.


            Há uma caça ás baleias considerada uma tradição do povo das ilhas. A carne das baleias abatidas é distribuida á população embora existam muitos movimentos contra a matança das baleias.


            As ilhas vivem da exploração de lã, casacos já confeccionados e carne de ovelhas.
            Há minas de Zeolitos, cristais encontrados em áreas vulcânicas.


            As casas tem telhados de grama, verdes, assim são feitos para se protegerem contra as condições climáticas, especialmente vento e umidade: um cenário próprio da terra de duendes.


              Um lugar bucólico, cheio de mistérios, com uma beleza natural acrescida à fantasia dos seus moradores, simplesmente lindo!




Dá para conviver com realidades tão antagônicas?

Videos trazendo a atividade do Sea Shepherd:

Sea Sheperd nas Ilhas Faroé
Parte 1 - http://www.youtube.com/watch?NR=1&feature=endscreen&v=nG8EDaMnRxs
http://www.amazon.co.uk/s/ref=nb_sb_noss?url=search-alias%3Dclothing&fiel...

Parte 3

Parte 4 - Parece ser tudo
42 minutos
http://www.youtube.com/watch?v=UQWGpvi5BQI&feature=related

http://www.youtube.com/watch?v=0_AV5HnMF7o&feature=related
http://compromissoconsciente.blogspot.com.br/2012/08/matanca-das-baleias-na-dinamarca-ilhas.html



Mais, neste blog: http://t.co/cOQxZxC

Lidando com Crenças, Valores e Economia 


Matança de Baleias-Piloto nas Ilhas Faroé

sábado, 25 de outubro de 2014

Irã enforca mulher condenada por assassinar suposto estuprador



O Irã executou uma mulher de 26 anos por assassínio de um homem depois de uma campanha internacional para que Reyhaneh Jabbari, presa em 2007, fosse poupada.

Jabbari confessou ter dado uma faca nas costas de Morteza Abdolali Sarbandi, antigo empregado do Ministério da Informação, que a teria atacado tentando abusar sexualmente dela.

Ahmed Shaheed, relator de direitos humanos para o Irão, disse que o ataque foi em autodefesa. Sarbandi tinha-se oferecido para contratar Jabbari, designer de interiores, para remodelar o seu escritório e levou-a para um apartamento onde tentou abusar sexualmente dela.


Segundo Jabbari, havia um outro homem em casa e este teria morto Sarbandi. A Amnistia Internacional, que lançou uma campanha pedindo clemência, diz que a investigação do caso, e o julgamento em 2009, foram marcados por falhas enormes e que a presença do segundo homem na casa não tinha sido investigada.

“Tragicamente, este caso está longe de ser raro”, reagiu Hassiba Hadj Sahraoui, responsável da Amnistia Internacional para o Médio Oriente. “Mais uma vez o Irão insistiu em aplicar a pena de morte apesar de grandes reservas em relação ao processo”.

Segundo a ONU, desde o início de 2014 foram executadas mais de 250 pessoas no Irão.

A campanha para uma repetição do julgamento de Jabbari foi feita tanto por organizações internacionais como pela Amnistia, e também por personalidades iranianas, incluindo vários actores.

A sua execução, marcada para 30 de Setembro, foi inicialmente adiada. Na sexta-feira, a mãe de Jabbari pôde visitá-la durante uma hora, algo que geralmente precede as execuções no Irão.

Na madrugada deste sábado, Jabbari foi enforcada. “Descansa em paz”, dizia uma mensagem na página da campanha a favor de Jabbari no Facebook.
http://ofimdomundo.com.br/ira-enforca-mulher-condenada-por-assassinar-suposto-estuprador-reuters-brasil/
 http://www.publico.pt/mundo/noticia/irao-executa-condenada-por-assassinar-homem-que-a-tentou-violar-1674121

quinta-feira, 23 de outubro de 2014

Autoridades de saúde estão encobrindo casos de Ebola nos Estados Unidos e desaparecendo com pacientes

Um médico revelou exclusivamente para Infowars que as autoridades de saúde estão encobrindo casos de Ebola nos Estados Unidos e desaparecendo com pacientes em um esforço para evitar a histeria...

Tradução: Adrien Marinho
http://portrasmidiamundial.blogspot.com.br/2014/10/autoridades-de-saude-estao-encobrindo.html
Doctor: Health Authorities Covering Up Ebola-Like Cases in U.S.

http://portrasmidiamundial.blogspot.com.br/2014/10/republicano-defende-execuções-para.html


James Lawrenzi , DO, que tem duas clínicas em Garden City e Archie, Missouri, apareceu no Alex Jones hoje para avisar que a verdadeira dimensão da situação estava sendo deliberadamente subestimada. É importante notar que nenhum desses surtos de Ebola ocorreu nas clínicas em que Lawrenzi trabalha.
Lawrenzi disse que logo após a chegada do paciente zero - Thomas Eric Duncan - nos Estados Unidos, ele foi informado por um médico no Truman Lakewood Medical Center, em Kansas City que tinha pego um possível paciente com Ebola, que estava com febre alta e sangrando de todos os seus orifícios tendo retornado recentemente da África Ocidental.
No dia seguinte, Lawrenzi foi informado pelo médico que o paciente tinha "desaparecido" , mas que ele não teria sido capaz de sair por conta própria dada a sua condição médica.
O dia depois que o paciente desapareceu, foi convocada uma reunião para saber quem teve contato com o paciente.Médicos e outros profissionais de saúde foram informados de que o paciente tinha malária. Lawrenzi também revelou que os representantes de drogas de dentro da área advertiu sobre possíveis casos de Ebola adicionais na área.
No dia seguinte um segundo paciente com Ebola foi então admitido no Centro de Investigação Médica, em Kansas City, chefes do hospital alegaram que ele tinha febre tifóide, de acordo com Lawrenzi, mas rapidamente também "desapareceu"
"Estes pacientes estão desaparecendo, eles estão fazendo algo com eles e só Deus sabe para onde estão indo", disse o médico.
Perguntado por que as autoridades estavam engajadas em uma aparente encobrimento, Lawrenzi especulou que o CDC tenta evitar a histeria, observando que os trabalhadores em suas próprias clínicas tinha sido dito para não usar a palavra "Ebola", assim como despachantes em Nova York foi proibido de usar o termo 911, ou revelar qualquer informação sobre um possível caso de Ebola.
Lawrenzi também revelou que Hospital Corporation of America (HCA), uma empresa privada de serviços de saúde, teve no início desta semana removido engrenagem e  roupas de proteção Hazmat de hospitais locais sem substituí-la.
"Eles disseram que isso era para que eles pudessem ter a continuidade dos cuidados de possíveis pacientes com Ebola", disse Lawrenzi, acrescentando que a verdadeira razão foi que as autoridades não queriam causar pânico por ter profissionais de saúde e médicos sendo visto sem equipamentos de proteção.
Exortando as pessoas a "ficar longe de lugares onde há grandes grupos de pessoas", bem como hospitais, Lawrenzi disse que a situação era "muito mais grave do que eles estão deixando por diante.".....
"Quando em temporada da gripe, as pessoas vão estar vindo para o hospital para a gripe ou o Ebola, eles não vão saber o que eles têm ... .it vai ser um pesadelo, cada médico que eu tenho falado com tem pavor deste cair ", disse Lawrenzi.
"Eles estão se preparando para alguma coisa", acrescentou ele, especulando que o fim do jogo poderia ser a lei marcial médica ou aquisição completa da administração Obama do sistema médico.
A afirmação do Lawrenzi de que os pacientes com Ebola estão "desaparecendo" se correlaciona com as reivindicações feitas pelos 27 anos da Patrulha de Fronteira veterano Zach Taylor , que disse ao Infowars que possíveis vítimas do Ebola que tentam atravessar a fronteira também estavam sendo secretamente detidas.
De acordo com o correspondente médico Dr. Edward Group, os Centros de Controle e Prevenção de Doenças está respondendo a apenas metade das chamadas que recebe do médico relatando sintomas Ebola-como em pacientes. Dr. grupo também conversou com outros profissionais de saúde e fontes de patrulha de fronteira que confirmaram que as vítimas potenciais de Ebola foram sendo "desapareceram" em uma tentativa de evitar o pânico.
http://www.infowars.com/medical-professional-health-authorities-covering-up-ebola-cases-in-u-s/