19 MÉTODOS DE GENOCÍDOS REVELADOS - ELES NOS QUEREM MORTOS!

Surpreenda-se com 19 métodos de genocído que eles podem usar contra nós.

MICROCHIP OBRIGATÓRIO PARA BEBÊS A PARTIR DE MAIO DE 2014

O que estava previsto está se cumprindo!

A ARCA DE NOÉ FOI ENCONTRADA!

PORQUE ESTÃO NOS MANTENDO NA IGNORÂNCIA?

Teste Teste Teste

terça-feira, 22 de julho de 2014

Psiquiatra fala sobre as angústias e o desespero da elite que frequenta seu consultório

consumismo elite e suas angustias desespero pelo consumo compras vicio consumismo

O Consumismo da elite é desespero

Flávio Gikovate não tem um divã. Mas divã, como no nome de seu programa semanal na rádio CBN (No Divã do Gikovate), não tem. “Sempre trabalhei assim, prefiro olho no olho”, diz. Talvez seja o olho no olho, talvez seja o método da “psicoterapia breve” e a promessa de alta em seis meses – que faz com que ele atenda 200 pacientes por ano. Fato é que Gikovate se tornou o confidente de alguns dos empresários e executivos mais bem-sucedidos do país. Nesta conversa, ele fala sobre a gastança dos brasileiros ricos, a cabeça do bom líder e outros temas atuais, mas de um ponto de vista diferente. Ou você já tinha ouvido que a culpa do consumismo é da pílula anticoncepcional?
Dinheiro anda comprando mais felicidade ou infelicidade?
Esses dias uma moça me perguntou se era possível ser feliz sendo pobre. Estudos de Harvard mostram que se faltar dinheiro para o básico – saúde, comida – provavelmente o indivíduo não consegue ser feliz. Algum dinheiro para o supérfluo também é importante. Agora, de um ponto para cima, ele pode atrapalhar bastante. O consumismo é muito mais fonte de infelicidade do que de felicidade. O prazer trazido é efêmero, uma bolha de sabão – e em seguida vem outro desejo. Ele gera vaidade, inveja, uma série de emoções que estão longe de qualquer tipo de felicidade. E tudo vira comparação. Outro estudo diz que um indivíduo que ganha US$ 40 mil numa comunidade em que a média é de US$ 30 mil é mais feliz do que se ganhar US$ 100 mil e a média for de US$ 120 mil.
cartum consumismo 01 Psiquiatra fala sobre as angústias e o desespero da elite que frequenta seu consultórioA elite brasileira é consumista demais?
Comecei a trabalhar em 1967, vi a chegada da pílula [anticoncepcional]e a emancipação sexual dos anos 60. Na época, achava-se que essa liberdade iria ‘adoçar’ as pessoas. ‘Faça amor, não faça guerra.’ Mas sexo e amor são coisas diferentes. É triste ver que os ideólogos daquela revolução estavam totalmente errados, porque a emancipação sexual aumentou a rivalidade entre os homens e entre as mulheres, foi criado um clima de competição, atiçou tudo que tinha de ruim no ser humano. Foi um agravador terrível do consumismo. Em países de Terceiro Mundo – e, intelectualmente, aqui é quase Quarto Mundo –, a elite só piorou nesse tempo.
É uma elite medíocre, ignorante, esnobe. Na Europa e nos EUA, o exibicionismo da riqueza é muito menor. Na Europa, as pessoas consomem qualidade, não quantidade. Elas têm uma bolsa cara, mas não mil bolsas, para fazer disputa. Aqui há um comportamento subdesenvolvido e medíocre. E totalmente competitivo. As festas de casamento e de 15 anos são patéticas. A próxima festa tem de ser maior. Isso é sem fim. É sofrimento, é infelicidade. A quantidade e o volume com que as pessoas correm atrás dessas coisas é desespero.
Então o sexo é culpado pelo consumismo?
Desde o início, o erótico está acoplado ao consumismo. Nos anos 20, foi preciso introduzir novos produtos que não tinham a ver com necessidades, como o xampu. A ideia que tiveram foi acoplar um desejo natural a um desejo que se queria criar. Então botavam uma mulher gostosa para vender xampu. O consumismo sempre esteve relacionado ao erótico, não ao romântico. O romântico é o anticonsumismo. As boas relações amorosas levam as pessoas a uma tendência brutal ao menor consumismo. A verdadeira revolução, se vier, vai estar mais ligada ao amor do que ao sexo.
Quais são outras fontes de angústia dessa elite que você atende?Só para explicar: sempre fui bem [na carreira], faz pelo menos 30 anos que atendo algumas das pessoas mais bem-postas do país. Outro trabalho que sempre fiz foi por meio da mídia, em jornais, revistas e, há seis anos e meio, na CBN. É outra forma de ajudar as pessoas. Então tem dois mundos que eu atendo, o dos ricos e o do povo. E as diferenças são pequenas. São conflitos sentimentais, mais do que sexuais. Problema de família, briga de irmãos. Empresários têm muitos problemas de sucessão. O pai tem dificuldade de soltar a rédea e o filho tem a frustração de estar com 40 anos e não ter assumido os negócios. Outras vezes são problemas de ordem financeira, mesmo. O cara está indo mal, fica angustiado, tem os problemas familiares que derivam disso. Tem as tensões societárias… Empresa é complicado, quando vai bem tem problema, quando vai mal tem problema.
Por que trabalhar, no mundo moderno, é quase sempre tão estressante?
Estresse significa uma reação física para enfrentar situações de ameaça, portanto, quando o ser humano vivia na selva também tinha estresse. O estresse vem da ameaça, então numa empresa em que você é cobrado o tempo todo, vive com medo de ser demitido, você cria um clima muito mais grave de ameaça que o necessário. Estresse é ameaça. Sobrecarga cansa, mas não estressa.
flavio gikovate Psiquiatra fala sobre as angústias e o desespero da elite que frequenta seu consultório
FLÁVIO GIKOVATE (FOTO: JOÃO MANTOVANI)
Você às vezes se sente estressado?
Cansado. É diferente. Mas às vezes fico um pouco acelerado no pensamento, o que eu não gosto, porque empobrece a reflexão. Tenho a sensação de que o tempo ficou curto, de estar sempre devendo alguma coisa. Você se sente sempre em falta com um livro que não leu, um filme que não viu. Quando eu era moço, tinha cinco ou seis filmes importantes por ano para ver. Hoje, tem cinco filmes por mês. E bons!
Qual é uma boa válvula de escape desse mundo acelerado?
Um pouco mais de folga de horários, mais tempo para algum tipo de relaxamento. As prescrições passam por exercício físico, ioga e meditação – porque esvaziar a cabeça é certamente um grande redutor de ansiedade. Passam também pelo uso de medicação. Mas tudo isso são atenuadores. Se o trabalho fosse um pouco menos competitivo, seria possível abrir mão desses remédios.
Como um bom líder pode ajudar a reduzir as tensões no trabalho?
O bom líder é respeitado naturalmente, não por meio do medo. As pessoas reconhecem que ele está apto para o cargo e o exerce da forma mais democrática possível. Ou seja, antes de tomar uma decisão, consulta quem trabalha com ele, o que não significa terceirizar a decisão. O voto final é do líder, mas não sem ouvir todo mundo. A governança não pode se dar por atos irracionais, pelo humor do patrão. Deve se dar por normas que todo mundo conhece. Uma das maiores causas de estresse é ter um patrão cujo humor vai influir na forma como ele gere a empresa. Por isso a governança corporativa é importante, porque é um conjunto de normas que vai valer todo dia.
Você costuma ouvir: “meu chefe não me escuta”?
Todo mundo tem esse defeito [de não escutar]. O pai com o filho, o chefe com o subordinado… No caso do chefe, é mais comum porque chefe acha que sabe mais por definição, o que é uma grande bobagem. Um filósofo disse: humildade é a capacidade de aprender com quem sabe menos do que você. Ouvir alguém de verdade é estar disposto a abrir mão da sua ideia em favor da outra, se a outra for melhor que a sua. Boa ideia não tem dono. Toda boa ideia que eu ouço vira minha – e eu jogo fora minha velha ideia.
“Uma grande causa de estresse é ter um patrão cujo humor vai influir na gestão”
Que mudanças devemos ver daqui para a frente, em termos de comportamento?
As grandes transformações estão ligadas à mudança no papel da mulher. Na minha turma de faculdade, havia 78 homens e duas mulheres. Hoje, as faculdades têm em média 60% de mulheres. É porque os homens estão mais folgados e as mulheres, mais guerreiras.
Mas isso vai dar numa série de desequilíbrios. Não sei se as mulheres vão gostar de sustentar os homens, nem se os homens vão gostar de ser sustentados. No ambiente de trabalho não tem problema nenhum, ao contrário, muitos empresários acham que as mulheres trabalham melhor. Mas em casa vai dar problema. Como faz para ter filho? Quem vai cuidar? Como vai terminar isso, ninguém sabe. A verificar. Mas não pense que é uma variável desprezível. A independência econômica da mulher desequilibra pra caramba o mundo.
Além do consultório, o senhor também foi bem-sucedido para vender livros?
Não tenho do que reclamar. Desde 1975, publiquei 32 livros e vendi mais de 1 milhão de cópias.
Qual o melhor?
Não sei. Minha mulher diz que é O Mal, o Bem e mais Além. É difícil falar. Gosto sempre dos mais recentes, mas no fundo são a reescritura daquilo que fiz nos anos 70 e 80.
E quando as pessoas muito ricas são felizes, o que costuma levar a isso? 
Os executivos que se sentem realizados são aqueles que gostam do que fazem. Às vezes, ficam até viciados. Mas a maior felicidade das pessoas ainda é quando conseguem estabelecer vínculos amorosos de qualidade. Tanto faz ser executivo ou não. É o que tem de mais importante. Gostar do que se faz e ter uma boa parceria sentimental talvez sejam as duas principais fontes de felicidade nesse nosso mundo.

Líder Nacional do MST promete “guerra” se Aécio ganhar

Líder Nacional do MST promete “guerra” se Aécio ganhar

O blog de Rodrigo Viana, da Revista Forum, divulgou uma matéria no mínimo preocupante. Em entrevista,  João Pedro Stédile promete “GUERRA” caso o candidato à presidência da república, Aécio Neves (PSDB), seja eleito.
Nas palavras de Stédile :
 “A candidatura Dilma e a candidatura Eduardo e Marina são candidaturas alternativas de um mesmo projeto: o neodesenvolvimentismo, cujos parâmetros estão bloqueados e não resolveram os problemas estruturais. A candidatura do Aécio seria o fim do mundo, a volta do modelo neoliberal”
 “tanto que ele já anunciou que vai privatizar a Petrobras e dar independência ao Banco Central. E ainda que é o único legítimo representante do agronegócio!”
“As eleições também não representam mudanças estruturais na política institucional. Ganhe quem ganhe, continuará tudo igual. Só espero que não ganhe o Aécio, porque aí seria uma guerra” Leia a íntegra aqui

sexta-feira, 18 de julho de 2014

Novas fotos e vídeo mostram em detalhes o interior do buraco na Sibéria, Rússia

inside long crater

Os cientistas já estão trabalhando duro para descobrir como surgiu o misterioso buraco na Sibéria. Enquanto isso, o Siberian Times foi ao local – que eles chamam de “a cratera no fim do mundo” – e capturou imagens e vídeo que revelam mais detalhadamente como é a parte interna.

Andrey Plekhanov, pesquisador sênior do Centro Estadual Científico de Pesquisa do Ártico, disse ao Siberian Times:

A cratera tem uma forma mais oval que circular, tornando mais difícil calcular seu diâmetro exato. A partir de agora, nossas estimativas são de aproximadamente 30 m. Se tentamos medir o diâmetro juntamente com a emissão do solo… então o diâmetro é superior a 60 m. A cratera tem entre 50 e 70 m de profundidade.

A cratera tem um lago gelado na sua parte inferior: a água cai de suas paredes de pergelissolo em erosão. Esse tipo de solo é encontrado no Ártico, e composto por terra, gelo e rochas congeladas.

Confira o vídeo abaixo, e veja mais fotos do misterioso buraco aqui: [Siberian Times]

>>> Buraco misterioso aparece do nada na Sibéria, Rússia


buraco na siberia (1)



buraco na siberia (2)

buraco na siberia (4)

buraco na siberia (5)

http://gizmodo.uol.com.br/interior-buraco-siberia/

ONU está levantando um Exército Mundial para inaugurar a Nova Ordem desarmar cidadãos de toda parte



A ONU definiu o mundo em chamas! Eles estão construindo um exército de soldados prontos para desarmar os cidadãos no comando verbal de seu líder.

O objetivo deles é dominar o mundo e implementar o seu governo tirânico e é apenas uma questão de tempo antes que aconteça. Eles estão recrutando soldados de países em todo o globo e está construindo seu arsenal militar; de MRAPs para metralhadoras. Se você ainda está cético sobre a Nova Ordem Mundial, você não vai ser depois disto.

Qual é o próximo? 

Confisco de armas em massa por meio de lei marcial! Este é o passo fundamental que irá preceder este holocausto iminente. A população deve ser processado sem defesa para que esta administração para levar a cabo o seu plano. Hitler, Stalin, Pot, Mao e todos imposta, e agora o governo Obama e as Nações Unidas estão a iniciar o seu plano. 

"O erro mais tolo que poderíamos fazer seria permitir que os sujeitos corridas de possuir armas. história mostra que todos os conquistadores que permitiram seus sujeitos corridas de portar armas prepararam sua própria queda ao fazê-lo. Na verdade , eu iria tão longe como a dizer que o fornecimento de armas para os azarões é uma condição sine qua non para a derrubada de qualquer soberania "-. Adolf Hitler 

"Para conquistar uma nação, primeiro desarmar seus cidadãos." - Adolf Hitler 

"Todo o poder político vem do cano de uma arma. O Partido Comunista deve comandar todas as armas, dessa forma, nenhuma arma pode jamais ser usado para comandar o partido "-. Mao Tse Tung 

Agora cita os políticos norte-americanos ... 

"Se eu pudesse ter banido todos eles - 'Mr. e por sua vez, em suas armas Sra. América '- eu teria "- Diane Feinstein 

"Nós estamos dobrando a lei, tanto quanto pudermos para proibir uma classe inteiramente nova de armas." - Rahm Emmanuel, conselheiro sênior para Bill Clinton 

"Se as liberdades pessoais garantidos pela Constituição inibir a capacidade do governo para governar o povo, devemos olhar para limitar essas garantias." - O presidente Bill Clinton, agosto 12, 1993 

"Eu não acredito que as pessoas devem ser capazes de possuir armas." - Barack Obama (durante a conversa com o economista e autor John Lott Jr. na Universidade de Chicago Law School na década de 1990)

Veja o Vídeo:


Revellati Online
Fonte: Before Its News - Un - Pak Alert Press

"A cura da Aids poderia estar naquele avião"

 Pessoas se reúnem em Melbourne, na Austrália, nesta sexta-feira (18), perto de local onde ocorrerá a 20ª Conferência Internacional de Aids depois da notícia de que pesquisadores a caminho do evento estavam no voo MH17 (Foto: AFP Photo)

Cerca de 100 ativistas e especialistas sobre a doença estavam no avião da Malaysia Airlines que caiu na Ucrânia - incluindo um dos mais renomados cientistas no campo

Foto de 2003 mostra Joep Lange durante uma conferência; pesquisador estava entre os passageiros do voo MH17, que caiu na Ucrânia nesta quinta-feira (Foto:  AFP Photo/Jean Ayissi)

A queda do avião da Malaysia Airlines ocorrida nesta quinta-feira, 17, reservou tristes notícias para o mundo da ciência. No voo, estavam cerca de 100 cientistas e ativistas a caminho da Conferência Internacional sobre a Aids, prevista para começar neste domingo (20) na Austrália.

Dentre os mortos, estava o holandês Joep Lange, de 60 anos, reconhecido como um dos maiores especialistas sobre a doença no mundo. O cientista dedicou cerca de 30 anos da sua vida às pesquisas sobre o vírus HIV e à Aids. Ele ficou mundialmente conhecido por defender a diminuição dos custos do tratamento para os países mais pobres. Em anuncio, um professor da Universidade South Wales que havia trabalhado com Lange disse: “Joep tinha um compromisso absoluto com os tratamentos contra o HIV na Ásia e na África”.

Ex-presidente da Sociedade Internacional da Aids (IAS), o cientista estava trabalhando como professor de medicina na Universidade de Amsterdã e era diretor do Instituto de Amsterdã para a Saúde Global e o Desenvolvimento. Em declaração, o atual presidente da IAS falou: “O movimento HIV/Aids perdeu um gigante”.

Pioneiro nas terapias mais acessivas da doença, Lange estava voando para Kuala Lumpur, onde encontraria sua mulher para um voo de conexão à Austrália. Junto dele, estavam cerca de 100 pessoas que seguiam em direção à conferência. Em entrevista a uma rede australiana, Trevor Stratton, um consultor sobre a doença, disse: “A cura da Aids poderia estar a bordo daquele avião, simplesmente não sabemos”.

http://revistagalileu.globo.com/Sociedade/noticia/2014/07/cura-da-aids-poderia-estar-naquele-aviao.html
http://g1.globo.com/mundo/noticia/2014/07/grupos-de-luta-contra-aids-lamentam-morte-de-cientistas-na-queda-de-aviao.html

Seguidores