Cientista americano alerta sobre financiamento de pesquisas de geoengenharia por agências de espionagem

cientista-americano-alerta-financiamento-geoengenharia-agencias-espionagem-560-jacques-fou

Alan Robock, cientista do clima na Universidade Rutgers, em Nova Jersey, e membro da equipe de colaboradores dos relatórios do Painel Intergovernamental para Mudanças Climáticas (IPCC), expressou sua preocupação pela maneira como as pesquisas sobre geoengenharia vêm sendo realizadas nos Estados Unidos.
Segundo Robock, agências de espionagem – em especial a CIA – estão financiando estudos sobre novas tecnologias para interferir no clima, que poderiam eventualmente ser utilizadas como armas de guerra.
O cientistas se refere a um relatório, divulgado  recentemente pela Academia Nacional de Ciências dos Estados Unidos, que aborda diversas perspectivas para empregar a geoengenharia para mitigar os efeitos do aquecimento global. Entre as possíveis soluções apontadas estavam a retirada de dióxido de carbono da atmosfera e outra interferindo na maneira como nuvens e superfície terrestre refletem o sol para o espaço.
O pesquisador questiona qual seria o interesse das agências de espionagem americanas ao financiar esses tipos de estudo. Só o documento elaborado pela Academia de Ciência teve custo de 600 mil dólares. A Agência Espacial Americana (Nasa), o Departamento de Energia dos Estados Unidos e a Agência Nacional Oceânica e Atmosférica (NOAA) também contribuíram financeiramente para a viabilização do relatório. Robock defende que haja transparência por parte dos órgãos governamentais em relação aos reais motivos para subsidiar pesquisas sobre geoengenharia.
Em 2009, a CIA criou um Centro sobre Mudanças Climáticas e Segurança Nacional, mas que foi fechado três anos mais tarde. Na época, todavia, a agência afirmou que continuaria a monitorar os efeitos e reflexos do aquecimento global sobre a economia e a população daquele país.
Alan Robock utiliza modelos de computador para estudar como os aerossóis estratosféricos podem resfriar a temperatura do planeta. O efeito seria o mesmo provocado pelos gases expelidos por grandes erupções vulcânicas.
Muitas das tecnologias abordadas no relatório americano, são bastante controversas. Críticos afirmam que projetos de geoengenharia dificilmente se tornariam viáveis em larga escala.
Desde 1978, o uso militar de tecnologias que controlem ou tenham qualquer impacto sobre o clima é proibido pela Convenção sobre a Proibição do Uso Militar ou Hostil de Ténicas de Modificação Ambiental, estabelecida pelas Nações Unidas.
http://planetasustentavel.abril.com.br/blog/blog-do-clima/2015/02/26/cientista-americano-alerta-sobre-financiamento-de-pesquisas-de-geoengenharia-por-agencias-de-espionagem/
Share on Google Plus

Sobre: Adrien Marinho

Adrien Marinho . Sou agnóstico teísta, formado em direito, publicidade. Sei desenhar, tocar guitarra, bateria e tenho TDAH. O motivo do site é o mesmo da pagina, alertar as pessoas com mais detalhes e conteúdo sobre as informações camufladas pela televisão e mídia num modo geral. Explicando com mais detalhes os escândalos envolvendo vacina, remédio, alimentação, Projeto Blue Beam , Iluminati. e tudo que se encontra oculto em nossa sociedade.
    Comentário no Blogger
    Comentário no Facebook

0 comentários: