ESSA FRUTA MARAVILHOSA CHAMA COCO

safe_image

O óleo de coco é um dos poucos alimentos que podem ser classificados como um "superalimento".
Sua combinação exclusiva de ácidos graxos pode ter efeitos positivos profundos na saúde, incluindo a perda de gordura, aumento do colesterol bom, melhor funcionamento do cérebro e muitos outros benefícios, incluindo o combate a cáries e aftas.
Ele contém uma combinação única de ácidos gordos com potentes propriedades medicinais
Derrubando a pressão alta com uma combinação de óleo de coco e exercícios  Félix Zucco/Agencia RBS

Os investigadores que trabalham no Centro de Biotecnologia da Universidade Federal da Paraíba resolveram testar a hipótese de que uma combinação de ingestão diária de óleo de coco e treinamento físico poderia restaurar a sensibilidade do barorreflexo e reduzir o estresse oxidativo, resultando na redução da pressão arterial. Eles publicaram suas descobertas esta semana na revista Applied Physiology, Nutrition, and Metabolism.



Reforço para o consumo

Além da redução da pressão, a dieta rica em óleo de coco também reduziu o ganho de peso dos animais. "Estes achados são muito importantes, pois o óleo de coco é atualmente considerado um superalimento e vem sendo consumido por atletas e a população em geral que buscam um estilo de vida saudável", explicou o Dr. Valdir de Andrade Braga, coautor do estudo.

— A possibilidade de usar o óleo de coco como auxiliar no tratamento da hipertensão contribui para a longa lista de benefícios associados ao seu consumo. Nosso próximo passo é começar alguns ensaios clínicos, a fim de verificar se podemos reproduzir esses achados em pacientes humanos hipertensos —, conclui.
O óleo de coco ainda é considerado um alimento exótico em nossa sociedade ocidental, consumida principalmente por pessoas conscientes da saúde. Em algumas partes do mundo, no entanto, o óleo de coco é uma dieta grampos. No Pacífico Sul, eles comem mais de 60% de suas calorias de cocos, e eles são os maiores consumidores de gordura saturada no mundo. Eles também têm excelente saúde, nem mesmo um fragmento de evidência levando a doenças cardíacas.
Ajuda a controlar o peso
A água super-hidrata

Sem dúvida, o líquido retirado da fruta ainda verde é um presente da natureza. Rico em vitaminas e minerais, hidrata e nutri o organismo no primeiro gole. "Isso acontece porque a água de coco tem uma composição próxima ao do plasma sanguíneo, sendo levada facilmente para dentro das células", explica a nutricionista Erika Almeida, da Ação Nutri Consultoria, em São Paulo.

O resultado aparece na pele: "É uma bebida que ajuda a prevenir rugas, manchas e sinais do tempo", afirma o médico sanitarista e pós-graduado em nutrologia Marcio Bontempo, de Brasília. Autor do livro "O Poder Medicinal do Coco e do Óleo de Coco Extravirgem" (Ed. Alaúde), ele ressalta que a água tem vitamina E, antioxidante capaz de combater o excesso de radicais livres, os temidos inimigos da pele lisa.

Existe outro bom motivo para você ser fiel à água de coco: diurética, reduz a retenção de líquido e o inchaço. E isso também ajuda a rejuvenescer. Mas vá devagar: apesar de ter poucas calorias (46 em um copo de 200 mililitros), não deve substituir a água pura. Beba no máximo três copos (600 mililitros) por dia. A água em caixinha é boa alternativa desde que livre de corantes e conservantes.



A polpa dá energia extra

Consumida após o exercício, a água de coco repõe os sais minerais perdidos com o suor, especialmente potássio - um copo (200 mililitros) tem 500 miligramas do mineral usado na contração e relaxamento dos músculos. É por isso que muita gente que faz atividade física costuma adotá-la como um isotônico natural.

A polpa madura é outra parte ótima para quem malha. Mas, aviso: deve ser reservada para antes do treino, pois tem muitas calorias (354 em 100 gramas). "A vantagem da polpa é funcionar como fonte de energia rápida, melhorando o desempenho físico", diz o médico sanitarista Marcio Bontempo.



O óleo seca a gordura

Assim como a polpa, o óleo de coco não é magro. Ele tem 126 calorias em uma colher de sopa (15 mililitros). Mas veja só: é apontado como um ótimo coadjuvante na perda de peso. Uma pesquisa da Universidade de Columbia, nos Estados Unidos, mostrou que aliar o produto a uma dieta de baixa caloria derrete sete vezes mais a gordura abdominal. O segredo? Extraído da polpa madura, carrega principalmente gordura saturada. Você leu certo: saturada!

A maior parte, no entanto, é de triglicerídeos de cadeia média - um tipo de gordura que, quando chega ao fígado, vira energia rapidamente e, por isso, não é acumulada na forma de gordura. Já o ácido láurico (outra substância presente no óleo) tem ação anti-inflamatória e antioxidante, deixando o organismo menos resistente à perda de peso. "O óleo de coco também aumenta a saciedade, diminui a liberação exagerada de insulina e favorece o bom funcionamento do intestino", afirma a nutricionista Lucyanna Kalluf, do Instituto de Prevenção Personalizada, em São Paulo.


É pouco? O óleo de coco ainda é termogênico - ou seja, acelera a queima das gorduras estocadas. E ameniza a fissura por doce. Detalhe: prefira a versão prensada a frio. "Esse processo de fabricação preserva as propriedades benéficas do óleo, considerado um alimento funcional, que, além de nutrir, previne doenças", diz o médico sanitarista Marcio Bontempo. Mas pode ser usado para cozinhar. Mesmo submetido ao calor intenso, mantém as propriedades terapêuticas intactas. Use até duas colheres de sobremesa por dia para preparar os alimentos, em substituição ao óleo comum, ou cru na salada de fruta ou, ainda, batido no suco, no iogurte ou shake, deixando um suave sabor de coco. Prefere não arriscar? Existe a opção do óleo em cápsula - a recomendação é consumir de duas a quatro unidades por dia.



A farinha é campeã em fibras

Rica em fibras (2,5 gramas em uma colher de sopa/10 gramas), A farinha de coco também sacia e varre as toxinas para fora do organismo, favorecendo a dieta. Feita da película marrom que faz parte da casca e com um pouco da polpa, tem uma dose menor de ácido láurico que o óleo, mas é outro derivado do coco capaz de manter o intestino saudável. É livre de glúten, tem 54 calorias em uma colher de sopa e pode substituir parcialmente a farinha de trigo recomendada nas receitas de pães, bolos e tortas, sem o risco de deixar as preparações pesadas ou ressecadas. Ao contrário: "Levemente úmida, a farinha de coco confere leveza e maciez à massa", afirma a nutricionista Erika Almeida. Você também pode usar a farinha pura, misturada no suco ou polvilhada nas frutas.
Boa fonte de ácido láurico Rica em fibras 
O ácido láurico no óleo de coco pode matar as bactérias, vírus, fungos, e ajudar a evitar infecções. Quando o óleo é digerido enzimaticamente, forma-se um monoglicérido conhecidos como monolaurina. O ácido láurico e monolaurin ajuda para matar patógenos nocivos como bactérias, vírus e fungos.
Eles podem reduzir convulsões
A dieta cetogênica é uma dieta de baixo carboidrato que é muito rica em gordura; isso leva a um aumento das concentrações de corpos cetónicos no sangue. Por alguma razão, este tipo de dieta pode reduzir a taxa de ataques epilépticos em crianças.
Facilitar a digestão
Muitas pessoas sofrem de problemas digestivos; essas pessoas devem considerar a adição de óleo de coco em suas dietas. Benefícios do óleo de coco digestivo distúrbios, incluindo IBS e erros do estômago microbianas.Os ácidos graxos contêm agentes antimicrobianos que têm um efeito calmante sobre as bactérias, candida, e até mesmo parasitas que causam má digestão.
Ajuda a controlar diabetes tipo 2
Um estudo recente realizado pelo Instituto de Investigação Médica Garvin mostraram que o óleo de coco ajuda a proteger contra a resistência à insulina, reduzindo, assim, o risco de diabetes tipo 2.
Cooks em altas temperaturas
Por causa de os ácidos gordos de cadeia média, o óleo de coco tem uma temperatura mais elevada do que a maioria dos fumadores óleos. Você pode achar que você gosta melhor do que o seu azeite de costume, especialmente se você está cozinhando receitas que exigem um maior temperatura de cozimento. Azeite oxida quando atinge ponto de fumo causando radicais livres.
Retarda As linhas finas e sinais de envelhecimento
O óleo de coco não é apenas para o consumo, mas tem muitos benefícios de beleza, bem! Ela ajuda a manter o tecido conjuntivo forte, prevenção de rugas e flacidez da pele. Aplique o óleo diretamente para o seu rosto para suavizar a aparência de linhas finas ou usá-lo diariamente para dar um belo hidratante brilho!
Mate sua fome, e fazer você comer menos, sem tentar
Uma das melhores coisas sobre o óleo de coco é que ele pode reduzir a fome. Ele pode ser relacionado com a forma que os ácidos gordos em que são metabolizados, por causa dos corpos cetónicos pode ter um efeito redutor do apetite.
Fontes:
http://organichealth.co/what-eating-just-one-ounce-of-coconut-oil-per-day-does-to-your-weight-over-a-period-of-time/
Share on Google Plus

Sobre: Adrien marinho II

Adrien Marinho . Sou agnóstico teísta, formado em direito, publicidade. Sei desenhar, tocar guitarra, bateria e tenho TDAH. O motivo do site é o mesmo da pagina, alertar as pessoas com mais detalhes e conteúdo sobre as informações camufladas pela televisão e mídia num modo geral. Explicando com mais detalhes os escândalos envolvendo vacina, remédio, alimentação, Projeto Blue Beam , Iluminati. e tudo que se encontra oculto em nossa sociedade.
    Comentário no Blogger
    Comentário no Facebook

0 comentários: