TESTE DE LASER DA FORÇA AÉREA EUA DERRUBA AVIÃO DA GERMANWINGS

Teste de Laser dos EUA Destrói Avião da Germanwings Matando 150 Civis Inocentes

Ben Fulford

Um ministro de Defesa (MoD) está relatando que despachos da Frota Norte (NF) parece mostrar que o desastre do voo 4U 9525 da Germanwings no sul da França foi "RESULTADO DIRETO" de uma falha no teste da Força Aérea dos EUA 
com sua energia líquida Laser Defesa Área de Alta Energia (HELLADS)em uma tentativa de derrubar um veículo  de reentrada de um ICBM  ( Míssil balístico intercontinental ), mas em vez disto destruiu o avião civil, matando 150 passageiros a bordo. De acordo com o relatório do Ministério da Defesa, a Frota do Norte, já em estado de alerta, foi avisado do incidente pelo navio anti-submarino Severomorsk, actualmente a operar no Mediterrâneo, que havia relatado anormalidades elétricas atmosféricas generalizados detectados no sul da França, na Itália e no oeste sudoeste da Suíça. 



De acordo com o relatório desse MoD (ministro defesa), a Frota Norte que já está em alerta de combate total, foi alertada desse incidente ontem (25/03) pelo Caça Submarino Severomosk, atualmente operando no mar mediterrâneo, que reportou que foram detectadas enormes anomalias eletro-atmosféricas sobre o sul da França, noroeste da Itália e sul da Suíça.


A área onde foram detectadas essas anomalias é a mesma área de combate operacional da Força Aérea dos EUA (510th Fighter Squadron) que opera na Base Aérea de Aviano (Base militar da Otan no noroeste da Itália).
Curiosamente, esse MoD reportou depois que essas anomalias que ocorreram na área de operação de combate da  510th Fighter Squadron (Força Aérea EUA) no sul da França, aconteceu na mesma hora que os sistemas de radares civis britânicos apagaram, que foi depois confirmado pela Emergência de voos declarando: "Identifiquei no monitor e vi um A380 passando e nada apareceu no radar."


Esse MoD esclarece que os sistemas de radares EUA-Reino Unido-UE frequentemente apagam na decolagem/pouso de Bombardeiros B1.
O MoD observa ainda que a estrutura militar EUA -Reino Unido-UE frequentemente coloca em perigo voos comerciais com seus jogos de guerra no continente, eventos como no ano passado quando 50 aviões temporariamente desapareceram dos radares na Áustria, Alemanha, República Tcheca e Eslováquia entre 5 e 10 de junho 2014. 

Dados de voo de 13 aviões desaparecem de radares na Áustria
Os serviços de tráfego aéreo da Eslováquia em suas declarações sobre esse apagão dos radares que aconteceu, admite: 

"O desaparecimento de aeronaves da tela do radar esteve relacionado ao exercício militar planejado que ocorreu em várias partes da Europa...do qual o objetivo era a interrupção de frequências de rádio. Essa atividade causou o desaparecimento temporário de várias aeronaves na tela dos radares, enquanto que durante esse blackout os aviões estiveram em contato por rádio com os controladores de tráfego aéreo e continuaram com seus voos normalmente.
Jets vanishing from Europe radar linked to war games - Reuters
E o quanto perigoso esses jogos de guerras ocidentais podem ser aos voos civis, foi destacado que em 14 de março em outro teste da Força Aérea EUA no sul da França, a aeronave da Lufthansa Flight LH1172, um Airbus A321 que voava em condições de atitude normais, de repente despencou de altitude em minutos e a prova disso está nesse gráfico de radar.

Para a queda brusca de altitude da Lufthansa Flight LH1172 no sul da França no dia 14 o site Airliner Reporter publicou o seguinte artigo: Catching a Lufthansa Airbus A321’s Rapid Descent Live: Houve um momento que eu pensei estar vendo a km de distância alguma falha ocorrendo, mas graças a deus os pilotos agiram rápido e desviaram para o aeroporto mais próximo.

A Lufthansa confirmou ao AirlineReporter.com que o LH1172 tinha 151 passageiros e o capitão decidiu fazer um pouso de emergência em Nantes-França devido ao caso de "emergência médica" (passageiro doente). Eles confirmaram que não houve pedido de emergência e a aeronave pousou tranquilamente.






Ao contrário do Lufthansa Flight LH1172, antes disso, no entanto, o relatório do MoD continua, Germanwings voo 9525 (25/03), não foi capaz de se recuperar de sua descida repentina ... em vez disso, foi obliterada em dezenas de milhares de pedaços de metal e carne humana sobre a encosta de uma montanha no sul da França.




O que causou o voo 9525 da Germanwings  para ser tão completamente destruído, este relatório diz que foi constatado pela primeira vez em 3 de fevereiro, quando um teste da Força Aérea dos EUA de seu Sistema a Laser de Defesa Área de Alta Energia (HELLADS) alvejando um dos seus satélites mais antigos do sistema de metereologia foi completamente destroçado pelo aquecimento de dentro (como microondas) fazendo o satélite explodir, enquanto em órbita.





No entanto, especialistas mencionados no presente relatório dizem que os sistemas de laser químico, como o Sistema a Laser de Defesa Área de Alta Energia (HELLADS) da Força Aérea dos EUA que derrubou o Germanwings voo 9525, e quase derrubou o Lufthansa Flight LH1172, são notoriamente conhecidos por serem extremamente difíceis para fixar alvos de longo alcance na medida que os seus "efeitos" tendem a se espalhar por toda a atmosfera afetando tudo em seu caminho.

E para o cenário exato da causa da destruição do  voo-9525 da GERMANWINGS , esses especialistas do MoD afirmam, foi uma tentativa de aliança ocidental EUA/Otan para atingir um "veículo de reentrada" simulando um ataque nuclear russo sobre eles.

O "veículo de reentrada" específico utilizado neste teste falho de mísseis, foi lançado no dia anterior ao lançamento do míssil balístico intercontinental (ICBM) a partir de uma instalação da Força Aérea dos EUA na Califórnia, em que o governo Obama declarou ter sido uma  "mensagem para o mundo sobre as capacidades nucleares de Washington".
Esta "mensagem para o mundo", no entanto, disse o Ministro da Defesa em seu relatório, teve como alvo direto diretamente a Federação Russa devido a incapacidade do porta-aviões USS Theodore Roosevelt de realizar tal manobra usando a tecnologia superior "magrav".

E, como muitos pilotos alemães estão se recusando a voar hoje por causa dessas ações do jogo de guerra dos Estados Unidos contra a Rússia, este relatório conclui que a probabilidade das pessoas do ocidente ser informadas do que realmente aconteceu com o voo 9525 da Germanwings é quase o mesmo que o seu ser dito a verdade sobre a Malaysia Airlines voo MH17, que foi provado por fotos de satélite ter sido abatido por um caça da Ucrânia, é quase o mesmo ... Zero.
A culpa é de quem mesmo?


Fontes:
http://www.eutimes.net/2015/03/us-laser-test-destroys-germanwings-airliner-killing-150-innocent-civilians/
http://v-imperio.blogspot.com.br/2015/03/teste-de-laser-da-forca-aerea-eua.html
http://www.stage2omega.com/benjamin-fulford-update-us-laser-test-destroys-germanwings-airliner-killing-150-innocent-civilians/?utm_source=Stage2Omega+Daily+Digest+Newsletter&utm_campaign=b231fd5556-
Stage2Omega_Nightly_Digest_Newsletter1_11_2015&utm_medium=email&utm_term=0_65449d26fb-b231fd5556-219554213
http://www.whatdoesitmean.com/index1852.htm
http://www.fourwinds10.net/siterun_data/health/survival_prepardness/news.php?q=1427464201
http://beforeitsnews.com/alternative/2015/03/benjamin-fulford-accuses-us-laser-test-of-destroying-germanwings-airliner-killing-150-innocent-civilians-another-potempkin-another-911-false-flag-the-off-agina-on-agiain-world-war-three-what-3128390.html
Share on Google Plus

Sobre: Adrien marinho II

Adrien Marinho . Sou agnóstico teísta, formado em direito, publicidade. Sei desenhar, tocar guitarra, bateria e tenho TDAH. O motivo do site é o mesmo da pagina, alertar as pessoas com mais detalhes e conteúdo sobre as informações camufladas pela televisão e mídia num modo geral. Explicando com mais detalhes os escândalos envolvendo vacina, remédio, alimentação, Projeto Blue Beam , Iluminati. e tudo que se encontra oculto em nossa sociedade.
    Comentário no Blogger
    Comentário no Facebook

0 comentários: