Receita de óleo de orégano, que, segundo pesquisas, combate câncer, bactéria, vírus, fungos e vermes

Pesquisas atuais têm apontado o óleo de orégano como um eficaz remédio no tratamento do câncer.

Ele também é considerado um dos mais eficazes óleos de ação antimicrobial e antifúngica.

Existem dezenas de espécies, muitas das quais nem são "oréganos verdadeiros", e isso pode interferir em muito no uso terapêutico desta planta e em suas indicações.


O orégano (Origanum vulgare), também conhecido por orégano selvagem, é uma planta condimentar largamente utilizada na culinária.

Seu óleo essencial, de coloração marrom-avermelhada, apresenta como componente majoritário o carvacrol (65% no mínimo), um poderoso agente antioxidante e anti-inflamatório. No entanto, alguns óleos dessa espécie, como aqueles provenientes da Espanha, possuem pouco carvacrol e muito timol. 

Tal característica faz com que tais óleos se assemelhem muito (em cheiro e indicações) ao óleo essencial de tomilho.

O carvacrol possui propriedades antibacterianas, anti-inflamatórias, antimelanomicas, antioxidantes, antirradicais livres, antifúngicas e anticancerígenas, todas comprovadas cientificamente.

Além do carvacrol, existem mais de dez compostos presentes no óleo essencial e considerados todos de propriedades antitumorais, anticarcinogênicas e preventivos do câncer.

Em experiências práticas o orégano tem se mostrado extremamente eficaz no tratamento de infecções de todos os tipos e processos inflamatórios, como furúnculos, feridas inflamadas, pneumonia, acne, sinusite, amigdalite, artrite, tuberculose, problemas estes muitas vezes anteriormente tratados com antibióticos alópaticos e não resolvidos.

Hoje o grande problema destes antibióticos está no fato de as bactérias estarem criando resistência a eles. Remédios que há dez anos faziam efeito hoje já não servem para tratar as mesmas doenças. Inclusive até mesmo o AZT já não está dando mais o mesmo resultado para o tratamento da aids. Mas com óleos essenciais retirados da planta acontece um processo interessante e que vem sendo estudado: as bactérias e os microrganismos em geral não criam resistência ao longo do tempo. A explicação para isso estaria talvez no fato de o óleo essencial ser proveniente de uma complexa engenharia biológica presente na planta que produz um produto totalmente exclusivo seu, feito especificamente para resistir ao meio ambiente.

Outra explicação estaria no fato de óleos essenciais naturais possuírem uma frequência energética muito alta, o que por observações in vitro comprovou-se ter uma ação inibitória do crescimento de bactérias.

Outras pesquisas sobre o uso do óleo essencial dos oréganos já vieram a comprovar que suas propriedades vão ainda mais longe.

Catorze pacientes que receberam administração oral de óleo de orégano por dia após seis semanas tiveram um completo desaparecimento de parasitas intestinais como Entamoeba hartmanniEndolimax nana e Blastocystis hominis

Share on Google Plus

Sobre: Adrien Marinho

Adrien Marinho . Sou agnóstico teísta, formado em direito, publicidade. Sei desenhar, tocar guitarra, bateria e tenho TDAH. O motivo do site é o mesmo da pagina, alertar as pessoas com mais detalhes e conteúdo sobre as informações camufladas pela televisão e mídia num modo geral. Explicando com mais detalhes os escândalos envolvendo vacina, remédio, alimentação, Projeto Blue Beam , Iluminati. e tudo que se encontra oculto em nossa sociedade.
    Comentário no Blogger
    Comentário no Facebook

0 comentários: