Veja alguns sinais que podem identificar o Transtorno do Déficit de Atenção com Hiperatividade na fase adulta

Doença pode ter sintomas diferentes quando diagnosticado na pós-adolescência

Nem todos adultos inquietos ou desatentos são portadores de Transtorno do Déficit de Atenção com Hiperatividade (TDAH). O diagnóstico da doença é bastante complexo e leva em consideração diferentes aspectos comportamentais do paciente. Principalmente, o surgimento dos sintomas durante a infância. 

O DDA ocorre como resultado de uma disfunção neurológica no córtex pré-frontal. Quando pessoas que têm DDA tentam se concentrar, a atividade do córtex pré-frontal diminui, ao invés de aumentar (como nos sujeitos do grupo de controle de cérebros normais). Assim sendo, pessoas que sofrem de DDA mostram muitos dos sintomas discutidos nesse capítulo, como fraca supervisão interna, pequeno âmbito de atenção, distração, desorganização, hiperatividade (apesar de que só metade das pessoas com DDA sejam hiperativas), problemas de controle de impulso, dificuldade de aprender com erros passados, falta de previsão e adiamento.
http://drauziovarella.com.br/crianca-2/tdah-transtorno-do-deficit-de-atencaohiperatividade/

Transtorno de Déficit de Atenção com Hiperatividade apresenta sintomas diferentes entre os adultos

Veja alguns sinais que podem indicar a existência da doença:

Falta de focoAssim como crianças, adultos portadores de TDAH apresentam dificuldade de prestar atenção em detalhes e acabam cometendo erros por descuido em atividades cotidianas. No trabalho, eles tendem a adiar tarefas que julgam desinteressantes ou desagradáveis.

Atrasos frequentesAo contrário do que acontece com as crianças, que normalmente têm os pais para organizar suas tarefas, os adultos com o transtorno costumam se atrasar com frequência ou deixam de cumprir compromissos. 

Rotina desorganizadaA dificuldade de estabelecer prioridades é frequentemente identificada nos portadores do transtorno, que demoram mais do que o normal para organizar ou terminar uma tarefa antes de iniciar a outra. Isso deixa a rotina deles desorganizada, e dá a impressão que não têm tempo para executar as tarefas. 

Dificuldade de manter relacionamentosConforme a Associação Brasileira de Déficit de Atenção, aproximadamente 25% dos adultos com TDAH podem ter sérios problemas de conduta antissocial, o que prejudica tanto as relações sociais como afetivas. 

Ansiedade e estresseNos adultos, sintomas como estresse e ansiedade são mais associados à rotina muito agitada e, raramente, levam as pessoas a um médico que possa fazer o diagnóstico preciso do transtorno. Pacientes com TDAH sofrem de ansiedade por não conseguirem se enquadrar nos padrões de trabalho, por exemplo, o que leva a quadros graves de estresse e depressão. 

Problemas ao dirigirAssim como as crianças, os adultos com TDAH têm dificuldades de realizar tarefas que exijam concentração por um tempo prolongado, como dirigir. Eles tendem a se distrair facilmente, olhando para rádio, celular e perdendo o foco na direção.

Perda de prazosCom um estilo de vida bastante desorganizado, normalmente esses adultos esquecem de pagar contas em dia e cumprir prazos que são estabelecidos, tanto por não recordarem as datas como por não conseguirem estabelecer uma agenda para entregar tarefas.

Dificuldades sociais Em geral, os portadores de TDAH são impacientes, tomam decisões precipitadas e, muitas vezes, se arrependem daquilo que fazem impulsivamente. Isso dificulta o convívio social e profissional.
http://metas.com.br/dda/disturbio-de-deficit-de-atencao-dda

Doença dos Gênios

Segundo um especialista do Texas, 100% das pessoas com Q.I. acima de 160 sofrem de ADD (Distúrbio de Déficit de Atenção). Uma pessoa que sofre de ADD pode confundir seus sintomas com ansiedade, depressão e outros quadros. Cerca de um terço da população sofre de ADD, uma pessoa com Q.I. 160 tem ADD certamente. Pessoas como Einstein, Da Vinci, Michelângelo, Rafael, Donatello provavelmente sofriam com os efeitos da ADD. 
http://www.acemprol.com/viewtopic.php?t=452

http://www.reab.me/genios-moldados-pelo-tdah/

Veja quais outras celebridades têm sofrido com o diagnóstico de TDAH desde a infância, e que tenham aprendido a gerir a sua desordem como adultos.

Michael Phelps

A sensação olímpica da natação de 25 anos de idade é famoso por seu foco incrível na piscina, por isso é difícil acreditar que ele tem lutado contra o TDAH desde a infância. Seus professores queixavam-se de sua incapacidade de ficar parado até que, na quinta série, o médico da família Phelps formalmente lhe diagnosticou com TDAH. Aos 9 anos, Phelps passou a Ritalina, sua mãe, Debbie, recordou mais tarde no New York Times que parecia ajudar a sua hiperatividade. Após dois anos sob medicação, porém, Phelps disse que se sentiu estigmatizado (a cada dia na hora do almoço, ele tinha que visitar a enfermeira da escola para buscar seu remédio) e pediu para ser retirado a droga. Após consulta com seu médico, Debbie concordou em deixá-lo ser livre da medicação.

Em vez disso, Phelps utilizou a natação para ajudá-lo a encontrar o seu foco. De fato, muitas crianças com TDAH se beneficiam com esportes competitivos. "Eu sou apenas diferente na água", Phelps disse a Sports Illustrated. "Eu me sinto em casa dentro da piscina."

Solange Knowles

A cantora soul diz que ela sempre foi cheia de energia, e afirma que, por vezes, seus discursos esporádicos e efervescentes a levaram as pessoas a acreditarem que ela estava em uso de droga. O verdadeiro culpado? TDAH.


Knowles, cuja irmã mais velha é a popular cantora e atriz Beyoncé, disse que ela foi diagnosticada com a doença duas vezes antes dela acreditar. "Eu não acredito que o primeiro médico que me disse," ela disse. "Eu acho que estava em negação."


Ty Pennington

A estrela enérgica e otimista do ABC Extreme Makeover: Home Edition disse que estava "incontrolável​​", como uma criança a menos que tivesse um lápis e um pedaço de papel na mão. Pennington, 44 anos, ganhou passagens pobres por todo o ensino médio e faculdade, até que ele foi diagnosticado com ADHD como uma graduação.

"Estou quase como o TDAH como você pode conseguir", Pennington disse à revista InStyle. Ele passou a seguinte medicação em seu diagnóstico e viu uma melhoria imediata no seu trabalho escolar. "Eu imediatamente fiquei olhando em linha reta. Ela mudou minha vida!"

Howie Mandel

O Deal or No Deal host é calmo e recolhido durante o super-hyped game show, mas o TDAH fez ele se tornar impulsivo e sem foco na idade adulta, quando ele finalmente conseguiu um diagnóstico formal.

A propensão para a brincadeira fez Mandel ser expulso do colégio, e ele continuou a luta com a sua atenção para os próximos 20 anos antes de seu médico, finalmente, dar-lhe um diagnóstico de TDAH. "Eu achava difícil sentar e ler um roteiro de trabalho, ou mesmo ter uma conversa", diz Mandel, 55 anos.

Mandel é um ex-porta-voz da celebridade para uma campanha de PSA incentivo ao tratamento para a doença chamada Adulto com TDAH é real.

Steven Spielberg, Thomas Edson, Einstein, Leonardo da Vinci, Walt Disney, John Lenon, Louis Pasteur, Darcy Ribeiro, Ziraldo (e seu personagem Menino Maluquinho).

Salvador Dali /Galileo (Galilei) – matemático/astrônomo/ Tomas Edison – inventor da lâmpadA/ Beethoven – compositor
http://www.feitoparabebes.com/2014/08/curiosidade-famosos-que-tinham-e-tem.html
Share on Google Plus

Sobre: Adrien Marinho

Adrien Marinho . Sou agnóstico teísta, formado em direito, publicidade. Sei desenhar, tocar guitarra, bateria e tenho TDAH. O motivo do site é o mesmo da pagina, alertar as pessoas com mais detalhes e conteúdo sobre as informações camufladas pela televisão e mídia num modo geral. Explicando com mais detalhes os escândalos envolvendo vacina, remédio, alimentação, Projeto Blue Beam , Iluminati. e tudo que se encontra oculto em nossa sociedade.
    Comentário no Blogger
    Comentário no Facebook

0 comentários: