NASA confirma que achou evidências de água líquida em Marte

Com base em dados fornecidos pela sonda da Nasa Mars Reconnaissance Orbiter, em Marte desde 2006, a equipe de pesquisadores da França e dos EUA afirmou que linhas que correm sobre encostas na superfície do planeta vermelho podem ser de água salgada.


 Imagem da cratera Garni mostra linhas que seriam causadas por água salgada.

Os cientistas disseram ter encontrado nessas linhas evidência de sais minerais "hidratados", que precisam de água para se formar. 

Tais resultados sustentariam a hipótese de haver água líquida em Marte, conclui um estudo publicado na revista científica Nature Geoscience.

Segundo os pesquisadores, as faixas estreitas de água tendem a aparecer durantes os meses mais quentes no planeta vermelho e desaparecer no restante do ano. 

O sal diminui o ponto de congelamento da água, o que explicaria os riachos sazonais.

Os pesquisadores afirmaram que ainda é preciso explorar mais o planeta para determinar se algum tipo de vida microscópica pode existir em Marte.

Marte é extremamente frio e seco hoje, é por isso que a descoberta de locais RSL gerou tanta excitação ao longo dos últimos quatro anos: As características apontam para a possibilidade de que forma de vida simples poderia existir na superfície do planeta agora.

Mas os novos resultados não significam que a  vida prospera em Marte  hoje, ou mesmo que esta é uma proposição provável, Ojha estressado. Salmouras perclorato têm uma muito baixa "atividade de 

água", disse ele, o que significa que a água dentro deles não é facilmente disponível para uso potencial por organismos.

"Se RSL são salmouras saturada de perclorato, então a vida como a conhecemos [ele] na Terra não poderia sobreviver em tal atividade baixa água", disse Ojha.

A descoberta RSL também tem implicações para a futura exploração humana de Marte, disseram os pesquisadores. 

NASA planeja colocar botas no planeta vermelho até o final de 2030, e na presença de água em estado líquido - até mesmo água muito salgada - na superfície poderia ajudar nesse esforço ambicioso.

Água indígena "pode ​​diminuir o custo e aumentar a resiliência da atividade humana sobre o planeta vermelho", o co-autor Mary Beth Wilhelm, do Centro de Pesquisa Ames da NASA em Moffett Field, Califórnia, disse durante a conferência de imprensa de hoje. "

Olhando para a frente, é imperativo para nós para entender melhor a origem da água para esses recursos, bem como a quantidade."

Share on Google Plus

Sobre: Adrien marinho II

Adrien Marinho . Sou agnóstico teísta, formado em direito, publicidade. Sei desenhar, tocar guitarra, bateria e tenho TDAH. O motivo do site é o mesmo da pagina, alertar as pessoas com mais detalhes e conteúdo sobre as informações camufladas pela televisão e mídia num modo geral. Explicando com mais detalhes os escândalos envolvendo vacina, remédio, alimentação, Projeto Blue Beam , Iluminati. e tudo que se encontra oculto em nossa sociedade.
    Comentário no Blogger
    Comentário no Facebook

0 comentários: