CHEMTRAILS E CELULARES: QUAL É A RELAÇÃO?



Médicos e engenheiros eletrônicos de todo o mundo já têm elementos sólidos para relacionar a pulverização química aérea de metais pesados (bário, estrôncio e alumínio) com a amplificação de ondas de rf  (campos pulsados),  tudo intimamente ligado ao aumento vertiginoso de doenças neurológicas e respiratórias. Da próxima vez que você estiver falando ao telefone celular e perceber rastros de “fumaça” (chemtrail – trilha química) no céu,  desligue rapidamente seu aparelho. Pior ainda se você estiver próximo a torres de transmissão de telefonia celular ou linhas de alta tensão, numa distancia de até um quilômetro e meio:   Ocorre que os metais que estão sendo pulverizados na atmosfera são partículas que amplificam os sinais de RF provenientes dessas fontes emissoras e chegam até seu corpo com uma intensidade centenas de vezes maior . 
E, uma vez em casa, você vai querer desligar permanentemente todos os dispositivos sem fio, incluindo roteadores de computador, babás eletrônicas e  todos os dispositivos wireless (sem fio) que tiver.  Porque o que você vê no céu é o que você respira.  É difícil de acreditar, mas você está respirando  bário por mais de uma década. E quem está fazendo isso está dando cumprimento a agenda globalista de redução da densidade populacional mundial gradativa  mediante o  disparo acelerado de doenças fatais  e diminuição brutal da expectativa de vida.


Desde a segunda quinzena de Abril, pilotos energúmenos, capachões da elite globalista criminosa, voltaram a intensificar a pulverização venenosa sobre Florianópolis e outras cidades catarinenses.

   Florianópolis, SC:   O formato atípico de "listras" após a pulverização.




 Com o céu azul, as trilhas químicas se destacam.




           A fumigação durou a semana toda.




A atividade criminosa não se encerra ao final do dia. Continua sob o manto da noite.



COMO AS ONDAS DE RF ATUAM NO ORGANISMO HUMANO.


Os seres humanos são sistemas bioelétricos. 
Nossos corações e cérebros são regulados por sinais bioelétricos internos. Exposições ambientais a ondas eletromagnéticas artificiais  interagem com os processos biológicos fundamentais do corpo humano ", afirma o BioInitiative metastudy marco. 


Como o corpo humano é composto de 90% de água,  ele se equipara a uma antena de captação  de radiação considerável.   

Uma vez os elétrons em movimento, eles geram uma corrente elétrica atípica induzida que altera significativamente os padrões biológicos de nosso complexo bioelétrico,  causando uma série de anomalias em relação ao cérebro e coração, especialmente, enquanto órgãos de saúde e vitalidade.



DORES DE CABEÇA – DEGNERAÇÃO CELULAR PROGRESSIVA


Você já percebeu que, com incomum frequência, termina o seu dia de trabalho com dor de cabeça?  Especialmente se você trabalha com computador, próximo a telefones sem fio, ou (e) usando muito o aparelho de celular.  
Ocorre que existe uma barreira hemato-encefálica em nosso cérebro, que impede as impurezas e proteínas do sangue de penetrá-la.  Quando sofre bombardeio de ondas de radio frequência, ela se abre  permitindo a entrada    dessas  proteínas e toxinas para dentro cérebro e,  então,  começam a matar as células. Um telefone celular geralmente transmite a 2 watts. Apenas dois minutos de conversa, ou sentado perto de um roteador sem fio do computador ou  do suporte de telefone portátil,  a atividade elétrica de íons já consegue desativar a barreira sangue-cérebro. 
O Dr. Leif  Salford, neurologista estadunidense,  que vem estudando os efeitos das ondas RF no sistema neurológico humano, afirma que  é  "espantoso o número de células de neurônios mortos,  causando verdadeiros buracos nos cérebros analisados,  causados por uma única chamada de telefone celular.”
Não admira que  pessoas que utilizam com frequência aparelhos wireless sofram  falta de concentração, perda de memória, comportamento agressivo, envelhecimento acelerado, diminuição da capacidade de aprendizagem e demência, com incidência esmagadora em relação às que não usam.
Fibrilas de proteínas aglomeradas em cérebros eletromagneticamente alterados é uma característica de identificação da doença de Alzheimer.  Pacientes com câncer Mal de Parkinson, fibromialgia, esclerose múltipla e uma enorme gama de doenças neurológicas vem aumentando em progressão geométrica.
"Há fortes indícios de que  microondas estão associados com o envelhecimento acelerado (morte celular avançado e câncer) e humor, depressão, demência,  suicídio, raiva, violência e ódio. Principalmente através da alteração de íons de cálcio celular eo equilíbrio de melatonina / serotonina", escreve o veterano EMF pesquisador Dr. Neil Cherry,  na Nova Zelândia.
Um aumento de 6.000% no diagnóstico de autismo nos últimos anos manteve o ritmo com a proliferação de redes e dispositivos wireless.

De 1980 a 2000 houve um aumento ao derredor de 50% no número de novos casos de câncer no cérebro em países onde se usa mais a tecnologia wireless.   Quem começa a usar dispositivos sem fio em qualquer idade, pode-se esperar um risco estimado em 500% de desenvolver câncer no cérebro em 10 anos - ainda mais cedo para as crianças. Usar celular e telefones sem fio é ainda pior.  Clifford Carnicom, do Instituto Carnicom (entidade que estuda os efeitos dos chemtrails  sobre a saúde humana)  agora afirma que a  quantidade de bário em nossa atmosfera supera em oito vezes o nível considerado seguro para os seres humanos


CRIANÇAS,  AS MAIORES VÍTIMAS



Embriões, fetos, bebês e crianças são especialmente vulneráveis a sinais sem fio pulsadosque penetram diretamente através de seus corpos e cérebros, ainda não devidamente formados. "As crianças que foram expostas a celulares antes e (ou) depois do nascimento, tendem a ter maior prevalência de sintomas emocionais, comportamentais, déficit de atenção, hiperatividade e personalidade anti-social" diz o pesquisador em EMF, professor Kjell Mild, da Suécia. Crianças e adolescentes são cinco vezes mais propensos a desenvolver câncer no cérebro se eles usam telefone celular. Hoje isso é a regra e não a exceção. Os dados apurados pelo governo sueco dão conta de que a introdução da tecnologia de celulares em todo o país, em 1997, coincidiu com um alarmante aumento de câncer de próstata, tumores cerebrais, melanomas e cânceres de pulmão. Doenças cardíacas em bebês dispararam assustadoramente. Queixas comuns, generalizadas, estão associadas à intensa pulverização (chemtrail) por aviões, tais como dores nas articulações, ataques de asma, dores de cabeça, tonturas, labirintites, erupções cutâneas, úlceras gastrointestinais, tosse seca, falhas de memória, palpitações, inflamações e dores musculares, além de ardência nos olhos.

O QUE FAZER?

Infelizmente a humanidade atingiu um ponto  de dependência tecnológica sem volta, a nível global.  Entretanto,  sob o âmbito  individual, é possível reduzir  a exposição a esse eletrofog. Algumas dicas úteis são:


-Evite usar notebooks. Prefira, sempre que possível o desktop e internet com fio, aposentando o roteador;

-Quando usar o notebook, nunca o feche  sem desligar. Ele continua emitindo radiações, mesmo em estado de economia;


-Não compre aparelhos de telefone sem fio;

-Fale ao celular apenas o estritamente  necessário.  No máximo, um minuto. Assuntos e “fofocas” que possam ser tratados pessoalmente, podem esperar;  

Não fale ao celular dentro do automóvel, pois além de ser proibido,   o bombardeio  de radiação é ainda maior dentro de uma estrutura metálica, que também age como uma antena de concentração;


-Desligue o celular à noite.  Se não for possível, deixe-o bem afastado de seu quarto de dormir;

-Evite a TV,  Ipad, Ipod, smarthfones e,  especialmente os  mais modernos;  4 e 5g são os piores;

-Não alugue ou compre casas próximas de antenas de celular (ERBs);

-Evite ao máximo esses aparelhos, especialmente quando houver chemtrails no céu e (ou) houver antenas ERB nas proximidades.

Para saber mais sobre “chemtrails” e “haarp”,  pesquise na internet. São centenas de sites que abordam o assunto.

fonte:

http://aircrap.org/chemtrails-wireless/337175/
Share on Google Plus

Sobre: Adrien Marinho

Adrien Marinho . Sou agnóstico teísta, formado em direito, publicidade. Sei desenhar, tocar guitarra, bateria e tenho TDAH. O motivo do site é o mesmo da pagina, alertar as pessoas com mais detalhes e conteúdo sobre as informações camufladas pela televisão e mídia num modo geral. Explicando com mais detalhes os escândalos envolvendo vacina, remédio, alimentação, Projeto Blue Beam , Iluminati. e tudo que se encontra oculto em nossa sociedade.
    Comentário no Blogger
    Comentário no Facebook

1 comentários:

vimarania disse...

Ainda tem mais: aviões-tanque da FAB estão pulverizando etanol anidro para evitar condensação, isto começou o processo de seca do sudeste. O etanol evita a condensação e ainda provoca desvio pro vermelho da radiação solar, com a mudança no índice de refração da atmosfera, por isto finais de tarde muito vermelhos no verão de 2014, estranho para essa época do ano. Isto, aliado com o uso do HAARP, evitou as chuvas no sudeste, mas a água estava pra chegar, basta ver onde tem chovido, e muito. Ano passado choveu muito no Norte/Rio Madeira, esse ano continuou muita chuva no sul, ou seja, de onde vem as águas e frentes frias. Formou-se um bloco que impede.

A frequência dos wi-fi domésticos é bem próxima da do micro-ondas, ou seja, serve para aumentar a vibração das moléculas de água.

A melhor solução para aliviar a questão da radiação é não usar wi-fi em casa, nem celular e ter uma gaiola de Faraday em volta de casa. Rede, só a cabo.

Radiação não-ionizante provoca alterações celulares.