Inteligência Artificial entra na lista de ameaças reais à Humanidade





Personalidades como Bill Gates, Stephen Hawking e Elon Musk já expressaram o temor de a inteligência artificial superar a humana e, assim, colocar em risco a nossa civilização.

 A Universidade de Stanford, na Califórnia, lançou um projeto de longo prazo para avaliar os efeitos dessas tecnologias em nossa sociedade. Agora, um estudo intitulado "12 riscos globais que representam ameaça à civilização humana", divulgado este mês, lista as chamadas superinteligências como um risco real para a nossa existência no planeta.

A pesquisa foi elaborada pela Fundação Global Challenges, em parceria com o Instituto Futuro da Humanidade, da Universidade de Oxford, no Reino Unido.

O trabalho é considerado o primeiro a selecionar os principais perigos para a civilização humana. Entre os riscos atuais, estão as mudanças climáticas extremas, a guerra nuclear, as catástrofes ecológicas, pandemias e crises sócio-econômicos com potencial de disseminação global.

Na categoria "riscos exógenos", estão um improvável impacto de asteroide e uma eventual erupção de um supervulcão. Já entre os "riscos emergentes", são listadas a biologia sintética, a nanotecnologia, a inteligência artificial e um item chamado de "riscos incertos". Há uma última categoria chamada de "risco de políticas globais", na qual estão relacionadas apenas as "falhas de governança futura".

— Esta revisão acadêmica foi elaborada a fim de dar suporte em conhecimento aos formuladores de políticas sobre a existência e alcance desses riscos globais, e fornecer um caminho para ações imediatas em escala internacional para prevenir ou limitar os seus efeitos — explica Dennis Pamlin, consultor da fundação e coautor do relatório.

A Inteligência Artificial é apontada como uma das ameaças menos compreendidas, pois existem incertezas consideráveis sobre previsões de quanto tempo levará para o desenvolvimento de superinteligências e quando elas aprenderão a se desenvolver sozinhas. Os riscos mais imediatos se referem à substituição de humanos no trabalho, mas elas podem avançar tanto a ponto de saírem do controle.

“Tais inteligências extremas podem não ser fáceis de controlar, e poderiam agir de forma a aumentar suas próprias inteligências e a maximizar a aquisição de recursos para suas motivações iniciais. E se essas motivações não detalharem a sobrevivência e o valor da humanidade em detalhes exaustivos, a inteligência pode ser levada a construir um mundo sem humanos”, descreve o estudo.

Apesar de a Inteligência Artificial ser colocada como uma séria ameaça à nossa sobrevivência, existem outros desafios mais urgentes. Mudanças Climáticas Extremas, Guerra Nuclear, Catástrofe Ecológica, Pandemia e Colapso do Sistema Global são citados como os riscos atuais.

DESAFIOS ATUAIS

Os impactos da mudança climática serão mais intensos em países pobres, que podem se tornar completamente inabitáveis dependendo da intensidade das alterações no clima. Entre os cenários possíveis, o relatório aponta mortes em massa, fome, colapso social e migração em massa.

“Combinado com choques na agricultura e nas indústrias dependentes da biosfera em países mais desenvolvidos, isso poderia levar a um conflito global e, possivelmente, ao colapso da civilização”, alerta o estudo.

A possibilidade de uma guerra total entre Rússia e EUA diminuiu consideravelmente, mas o potencial para um conflito nuclear deliberado ou acidental ainda existe. Segundo estimativas, as chances de uma guerra nuclear acontecer nos próximos cem anos é de aproximadamente 10%. O impacto vai depender das dimensões do conflito, que podem gerar desde impactos locais ao inverno nuclear.

O pior dos cenários é que as explosões causem incêndios tão grandes que a fumaça alcance a estratosfera, o que reduziria drasticamente a temperatura do planeta e afetaria a produção global de alimentos.
 Fonte: http://oglobo.globo.com/sociedade/tecnologia/inteligencia-artificial-entra-na-lista-de-ameacas-reais-humanidade-15426469



Share on Google Plus

Sobre: Adrien marinho II

Adrien Marinho . Sou agnóstico teísta, formado em direito, publicidade. Sei desenhar, tocar guitarra, bateria e tenho TDAH. O motivo do site é o mesmo da pagina, alertar as pessoas com mais detalhes e conteúdo sobre as informações camufladas pela televisão e mídia num modo geral. Explicando com mais detalhes os escândalos envolvendo vacina, remédio, alimentação, Projeto Blue Beam , Iluminati. e tudo que se encontra oculto em nossa sociedade.
    Comentário no Blogger
    Comentário no Facebook

0 comentários: