Um achado arqueológico pode mudar 300 milhões de anos de história


Um grupo de cientistas descobriram restos fossilizados na Austrália que indicariam que houve qualquer forma de vida na Terra 300 milhões de anos atrás, quando nós estimamos que antes tivesse começado.

Os pesquisadores descobriram fragmentos de zircão com 400 milhões de anos atrás, em Jack Hills, em algumas montanhas na parte ocidental da Austrália. 

Ao examinar esses restos, eles descobriram o que eles chamam de 'quimiofósil', uma mistura específica de isótopos de carbono, de acordo com um estudo publicado no "Proceedings of the National Academy of Sciences" da revista. Mark Harrison, co-autor do estudo e professor de Geoquímica na Universidade da Califórnia, estimativas que podem ser consideradas como "restos viscosos de vida biótica ou algo mais avançado", como disse a  AP.



Esta nova data não só altera a forma que os cientistas tinham da Terra logo após ter sido formado de 4.500 milhões de anos atrás, oferece razões para acreditar que a vida em outros lugares do universo é mais abundante, como parece que o nosso planeta começou muito rapidamente.

https://actualidad.rt.com/ciencias/189310-historia-tierra-hallazgo-vida#.Vikm4q0w4SA.facebook

Share on Google Plus

Sobre: Adrien marinho II

Adrien Marinho . Sou agnóstico teísta, formado em direito, publicidade. Sei desenhar, tocar guitarra, bateria e tenho TDAH. O motivo do site é o mesmo da pagina, alertar as pessoas com mais detalhes e conteúdo sobre as informações camufladas pela televisão e mídia num modo geral. Explicando com mais detalhes os escândalos envolvendo vacina, remédio, alimentação, Projeto Blue Beam , Iluminati. e tudo que se encontra oculto em nossa sociedade.
    Comentário no Blogger
    Comentário no Facebook

0 comentários: