CIENTISTAS ENCONTRAM SUPERBACTÉRIA RARA EM UMA FAZENDA DE PORCOS; QUE PODE SER TRANSMITIDA AOS SERES HUMANOS

Poderia ser o fim dos antibióticos?



Superbactérias, ou bactérias resistentes aos antibióticos, tem sido um tema preocupante na saúde ao longo dos últimos anos.

E, recentemente, pesquisadores descobriram que alguns porcos carregam um gene que cria uma superbactéria  – e pode-se espalhado para os humanos.

A nova informação vem de um estudo de cinco meses em uma fazenda de porcos nos Estados Unidos, realizado pela Ohio State University faculdade de medicina veterinária em Colombo e publicada no dia 5 de dezembro no journal de agentes antimicrobianos e Chemotherapy.

Nenhum dos suínos que foram consumidos, ou programado para serem abatidos, carregou o gene, então os cientistas acreditam que os porcos foram expostos a ele.

E embora nenhum ser humano esteja em risco no momento, eles se preocupam que isso poderia significar que estarão no futuro.

Esta nova informação poderia criar um problema em todo o mundo, quando se trata de consumo comercial de gado.

O gene em questão é conhecido como bla IMP-27, que ajuda o corpo a resistir a classe antibiótica conhecida como carbapenemas.

Carbapenema ou Carbapenem é uma classe de Antibiótico beta-lactâmicos com um espectro bactericida muito amplo e uma estrutura a qual propicia uma alta resistência a beta-lactamases (enzima produzida por bactérias que podem inibir a ação das penicilinas).

Antibióticos de carbapenemas foram originalmente desenvolvidos da tienamicina, um produto derivado naturalmente do Streptomyces cattleya.

Os pesquisadores encontraram o gene localizado dentro do recinto de reprodução, ao analisar amostras fecais de 1500 porcos que residem numa fazenda particular . 

Estava ausente no recinto onde viviam os suínos antes do seu abate. Mas como ele chegou lá? Bem, ninguém parece saber. 

Eles teorizam que ele foi transportado por equipamentos ou pessoas, mas são incomodados pelo fato de que não há provas sólidas quanto às suas origens.

Principal autor do estudo, Thomas Wittum, afirmou: 

"a propagação desta estirpe resistente especial nesta fazenda pode estar relacionada com os antibióticos utilizados para tratar os porcos doentes, pela mesma razão que bactérias resistentes como estas estão presentes em hospitais devido à forma como tratamos as pessoas doentes com antibióticos. 

Só não podemos parar de tratar os porcos doentes com antibióticos por causa do impacto negativo sobre o bem-estar dos animais. Mas talvez seja possível para a fazenda usar antibióticos diferentes parar a propagação desta estirpe particular"

Os pesquisadores escreveram no estudo: 

"o surgimento de Enterobacteriaceae resistente a carbapenem (CRE) tem sido descrito como o fim da era antibiótica com sua expansão global, apresentando uma urgente ameaça à saúde pública."

 Fonte: http://www.infowars.com/scientists-find-rare-superbug-on-pig-farm-it-could-transmit-to-humans/

Share on Google Plus

Sobre: Adrien marinho II

Adrien Marinho . Sou agnóstico teísta, formado em direito, publicidade. Sei desenhar, tocar guitarra, bateria e tenho TDAH. O motivo do site é o mesmo da pagina, alertar as pessoas com mais detalhes e conteúdo sobre as informações camufladas pela televisão e mídia num modo geral. Explicando com mais detalhes os escândalos envolvendo vacina, remédio, alimentação, Projeto Blue Beam , Iluminati. e tudo que se encontra oculto em nossa sociedade.
    Comentário no Blogger
    Comentário no Facebook

0 comentários: